Dudu lamenta hostilidade em protesto da torcida palmeirense - OChute }

Dudu lamenta hostilidade em protesto da torcida palmeirense

por   em Notícias
  • "Não sei se foi pedra, o que foi, mas quebrou o ônibus. Jogaram alguma coisa no ônibus, veio estilhaço em jogador", afirmou o capitão alviverde

    Destaque Dudu lamenta hostilidade em protesto da torcida palmeirense Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação
    Gostou: avalie
    (0 votos)
    Publicidade

    A vitória sobre o Flamengo, por 2 a 0, no Allianz Parque, pela 34ª rodada do Brasileirão, deu tranquilidade ao Palmeiras na briga por uma vaga direta na fase de grupos da Libertadores 2018, porém, em entrevista após a partida, o capitão alviverde Dudu lamentou o protesto organizado pela torcida, que arremessou pamonhas e pipocas no ônibus do clube.

    "A gente ficou um pouco triste. Saindo para trabalhar... Não sei se foi pedra, o que foi, mas quebrou o ônibus. Jogaram alguma coisa no ônibus, veio estilhaço em jogador. Mas é passado isso aí. A gente sabe o amor que eles têm pelo clube, eles querem sempre o melhor", disse Dudu, sem detalhar quem foi atingido no ato do protesto.

    Em seguida, o meia-atacante afirmou que a nutricionista do Palmeiras, Alessandra Favano, e o atacante Keno foram atingidos por estilhaços de vidro, mas não se machucaram com os incidentes.

    Apesar de lamentar as atitudes, Dudu disse que está tranquilo. "Não me abala. A gente entende o emocional do torcedor, às vezes eles estão com a cabeça quente. Sei o carinho enorme que eles têm por mim. Eu tenho por eles também. A gente fica triste no momento, mas sabe que eles gostam muito de mim, eu também gosto muito desse clube. Recebi várias propostas para sair e não vou sair. Tenho meu objetivo aqui e vou cumprir, como falei para o Mattos e para o presidente", encerrou.

    Relacionadas