Wenger admite que pode vender Sánchez e Ozil em janeiro - OChute }

Wenger admite que pode vender Sánchez e Ozil em janeiro

por   em Notícias
  • Jogadores tem contrato apenas até junho de 2018 e poderiam deixar o clube de graça no fim da temporada

    Destaque Wenger admite que pode vender Sánchez e Ozil em janeiro Reprodução/Twitter
    Gostou: avalie
    (1 Voto)
    Publicidade

    O Arsenal pode perder os seus dois principais jogadores no final da temporada e ainda não receber nenhum montante em troca. Com contratos até junho de 2018, ambos poderão assinar um pré-contrato com qualquer clube a partir de janeiro e deixar os Gunners no meio do ano.

    Nesta semana, o técnico Arsène Wenger admitiu que a saída da dupla em janeiro não está descartada, apesar de o agente do meia alemão ter garantindo a um jornal turco que as negociações para renovação estão avançando. A ideia do clube vender os jogadores na próxima janela seria lucrar, mesmo que seja pouco.

    "Uma vez que você está neste tipo de situação, você tem em vista todas as soluções, de fato. É possível" comentou Wenger, em entrevista coletiva.



    Ozil vem sendo especulado em várias grandes equipes do velho continente. Recentemente, o alemão foi ligado à Inter de Milão, Besiktas e Manchester United.

    "Nossos contatos com o Arsenal continuam e estão progredindo de forma positiva. Özil pretende jogar por no mínimo mais dois ou três anos no Campeonato Inglês" disse o empresário de Özil, Erkut Sogut, ao "Fanatik".

    Por outro lado, Alexis Sánchez deve realmente deixar o clube. Manchester City e PSG podem protagonizar uma verdadeira batalha pelo jogador já que os ingleses, por intermédio de Pep Guardiola, tentaram a contratação do chileno na última janela de transferências e esbarraram em Arsène Wenger.

    Os franceses também demonstraram interesse, mas fecharam com Neymar e Mbappé. A imprensa gaulesa, contudo, segue apostando que o clube ainda deseja contar com o atacante, mas para isso alguém terá que deixar o time de Paris.

    Relacionadas