Botafogo repudia gestos de racismo contra família de Vinícius Júnior - OChute }

Botafogo repudia gestos de racismo contra família de Vinícius Júnior

por   em Notícias
  • André Luis Moreira dos Santos, acusado das aitutdes de injúria racial, foi encaminhado ao Jecrim depois do jogo. Torcedor não poderá frequentar partidas do Glorioso

    Destaque Família do atacante estava presente no Nilton Santos Divulgação / Flamengo Família do atacante estava presente no Nilton Santos
    Gostou: avalie
    (0 votos)
    Publicidade

    Nesta quinta-feira, um dia depois do confronto de ida das semifinais da Copa do Brasil, o Botafogo manifestou repúdio às ofensas racistas sofridas pela família de Vinícius Júnior, atacante do Flamengo, no Nilton Santos.

    "O Botafogo de Futebol e Regatas vem a público manifestar seu repúdio a todo tipo de racismo, preconceito e violência, seja física ou verbal. Atitudes individuais e isoladas não representam a postura de nossa torcida ou do clube, que agiu com a máxima presteza junto às autoridades", publicou o clube de General Severiano em uma rede social.

    "O clube espera que a Justiça seja feita e reitera que tomou todas as medidas cabíveis em auxílio às investigações. O Botafogo é Alvinegro, branco e preto, e já promoveu diversas campanhas contra o preconceito racial. Racismo jamais", completou o Glorioso na mensagem.

    O episódio ocorreu em um dos camarotes do Nilton Santos, onde familiares do atleta rubro-negro assistiam ao clássico carioca.

    A família de Vinícius Júnior lamentou o ocorrido em nota. "A família do atacante Vinicius Jr, do Flamengo, que foi vítima de racismo por parte de um torcedor do Botafogo no jogo desta quarta-feira (16/08), pela semifinal da Copa do Brasil, lamenta profundamente o episódio e repudia qualquer ato neste sentido contra qualquer cidadão. E espera que medidas sérias e cabíveis sejam tomadas pelos órgãos responsáveis para que cenas lamentáveis como esta não voltem a se repetir", ressaltou o comunicado.

    André Luis Moreira dos Santos, acusado das aitutdes de injúria racial, foi encaminhado ao Juizado Especial Criminal (Jecrim) depois do jogo. O torcedor negou as acusações. Moreira dos Santos não poderá se ausentar do Rio de Janeiro durante a tramitação do processo, que correrá em segredo de Justiça. O torcedor também não poderá frequentar as partidas do Botafogo, devendo se apresentar em uma delegacia. André teve liberdade provisória concedida.

    Relacionadas