Guardiola sobre transferência de Neymar: "Se ganhar tudo, não será caro" - OChute }

Guardiola sobre transferência de Neymar: "Se ganhar tudo, não será caro"

por   em Notícias
  • Treinador concorda que valores de alguns atletas são muito elevados, mas outros valem o investimento

    Destaque Guardiola sobre transferência de Neymar: "Se ganhar tudo, não será caro" Reprodução/Twitter
    Gostou: avalie
    (0 votos)
    Publicidade

    A transferência de Neymar ainda repercute em toda a Europa. Nesta sexta-feira, o técnico do Manchester City e ex-Barcelona, Pep Guardiola foi questionado sobre o valor da transferência do brasileiro (222 milhões de euros). O treinador confirmou que os valores desembolsados nesta janela de transferências são exagerados, mas salientou que alguns jogadores valem o investimento.

    “Com Neymar, se ele joga bem, ganha a Liga dos Campeões, o Francês, não será caro. Tudo dependerá disso. Às vezes, o clube faz contratações mais baratas, e esses jogadores não jogam nunca e serão mais caros. Nunca se sabe. Há três, quatro jogadores que nunca serão caros. Geram em várias coisas. Cristiano não foi caro para o Real Madrid. Para o PSG, desde que o investimento do Catar entrou, fizeram ótimas contratações” comentou Guardiola.

    O comandante catalão lembrou quando em 2008 contratou Daniel Alves por 37 milhões de euros para tê-lo no Barcelona. Pep também falou do alto investimento do City nesta janela (240 milhões de euros), mas reforçou que não irá gastar tanto nas próximas janelas.

    “Acho que isso irá acabar. É insustentável. Se eu estiver aqui na próxima temporada, não iremos gastar o que gastamos agora. Eu garanto, porque na última temporada, encerramos contrato de cinco, seis jogadores. Em seis, sete anos, City nunca comprou laterais e tivemos que contratar laterais. Acho que tudo começou quando o Madrid contratou Cristiano por 96 milhões de euros e Bale por 100. E essa barreira sempre vai sendo superada. Agora com Neymar. Mas irá acabar. Nos próximos, três, quatro anos, City irá comprar um, dois jogadores. Não mais que isso. Mas precisávamos fazer isso, éramos um dos times mais velhos da Europa, não só da Premier League”.

    Relacionadas