Corintianos presos no Rio relatam medo de guerra entre facções - OChute }

Corintianos presos no Rio relatam medo de guerra entre facções

por   em Notícias
  • Torcedores presos há mais de 80 dias no Rio de Janeiro sem julgamento enviaram uma carta a colegas da torcida organizada

    Destaque Carta escrita pelo torcedores Reprodução Carta escrita pelo torcedores
    Gostou: avalie
    (0 votos)
    Publicidade

    Os torcedores corintianos presos há mais de 80 dias no Rio de Janeiro sem julgamento enviaram uma carta a colegas da torcida organizada. Na mensagem, relatam medo da guerra entre facções criminosas que dominam o Complexo Penitenciário de Bangu, onde se encontram presos.

    A carta, escrita a mão e com data de 10 de janeiro de 2017, foi entregue a familiares durante visita recente. "Estamos vivendo dentro desse inferno chamado Bangu 10", começa a carta, que então fala a respeito da transferência de 600 detentos que seriam da facção criminosa ADA (Amigos dos Amigos).

    "Depois que os cara tomou a cadeia estamos vivendo no nosso limite, sem direito a água pão e rango. Parça, a cadeia tá tensa e mais dia menos dia a cadeia vai virar e nós estamos no meio do fogo cruzado, no meio de duas facções correndo risco de vida", relatam os torcedores.

    De acordo com o presidente da torcida organizada da qual os presos fazem parte, os advogados do grupo foram informados da situação e pediriam providências ao governo do Rio de Janeiro.

    Os torcedores foram presos preventivamente depois de uma briga nas arquibancadas do Maracanã em partida do time paulista contra o Flamengo, em 23 de outubro do ano passado.

    Relacionadas