Queda de rendimento do Corinthians passa por atuação da defesa - OChute }

Queda de rendimento do Corinthians passa por atuação da defesa

por   em Editorial
  • Antes ponto forte do time do técnico Fábio Carile, setor defensivo vem sendo mais vulnerável. Número de gols sofridos em nove rodadas de returno iguala marca de todo o 1º turno

    Destaque Timão tem desempenho irregular no returno Divulgação / Corinthians Timão tem desempenho irregular no returno
    Gostou: avalie
    (0 votos)
    Publicidade

    Depois de passar todo o primeiro turno do Campeonato Brasileiro sem ser derrotado, o Corithians viu seu desempenho cair desde o início da segunda metade da competição. Muito do aproveitamento do clube paulista nos últimos jogos passa pela atuação da defesa.

    Antes ponto forte do time comandado pelo técnico Fábio Carile, o setor defensivo vem sendo mais vulnerável, o que afeta diretamente os resultados. No primeiro turno, o Alvinegro venceu 14 jogos e empatou cinco vezes. A defesa foi vazada em apenas nove oportunidades no período.

    No returno, em nove duelos, os paulistas foram derrotados quatro vezes. Além disso, o número de gols tomados já é de nove, igualando a marca do 1º turno inteiro. Nas últimas rodadas, o Corinthians tem saído atrás no placar com maior frequência. O equilíbrio defensivo apresentado no começo do nacional deu lugar a falhas constantes.

    No último domingo, na derrota para Bahia por 2 a 0 na Fonte Nova, Fagner acabou falhando no primeiro gol baiano. O lateral dominou a cola dentro da grande área e tentou sair jogando, mas foi desarmado por Edigar Junio. A bola sobrou para Vinícius, livre, emendar para as redes. "Fui tentar limpar o lance e falhei, foi falta de fazer o simples. Fui responsável pelo resultado, foi erro meu", afirmou o camisa 23 na saída de campo.

    "O time estava bem, mas quando toma um gol dessa maneira acaba frustrando. A equipe está de parabéns pelo jogo. Eu deveria ter feito o simples ali, era uma bola de segurança", completou Fagner.

    Já na reta final do confronto, Cássio foi para a área adversária em cobrança de escanteio para tentar ajudar no ataque. Após rebatido da defesa baiana, a bola voltou para os corintianos, mas Marquinhos Gabriel errou passe e acabou possibilitando o segundo gol tricolor, marcado por Régis. O meia correu o campo de ataque todo sozinho e apenas rolou para o gol vazio para decretar o triunfo fo Bahia.

    O atual desempenho já liga o sinal de alerta no Timão, que tem sequência difícil nas próximas rodadas. "Os próximos dez jogos são importantes, é jogo a jogo, é difícil ficar projetando, lógico que a ansiedade toma conta, seja contra um adversário lá de cima ou lá de baixo. Jogamos contra o Bahia, que está brigando para não cair e acabou nos vencendo, então temos que respeitar todos os adversários, independentemente da posição que eles estejam. É sempre bom lembrar que temos uma vantagem, mas temos que sempre que ligar o alerta", ressaltou Jô.

    Carille já projetou a partida da próxima quarta-feira, contra o Grêmio, na Arena, em Itaquera. "Decisão é desde o primeiro jogo. Quem quer conquistar o Brasileiro tem de encarar assim. Independentemente da derrota para o Bahia, já sabia que o jogo de quarta teria muita importância. É um jogo em casa e contra um concorrente ao título", afirmou o comandante alvinegro.

    Depois de encarar o Grêmio, o Corinthians enfrenta Botafogo, Ponte Preta e faz o clássico contra o Palmeiras. A performance nas próximas semanas deve definir a condição do clube de Parque São Jorge na disputa pelo título do Brasileirão. E o desempenho defensivo deve ter grande influência na sequência do Timão no nacional.

    Relacionadas