A última Copa das Confederações pode estar começando hoje - OChute }

A última Copa das Confederações pode estar começando hoje

por   em Editorial
  • Baixo público, pouco apelo comercial e competição desinteressante esportivamente são alguns dos problemas enfrentados pela FIFA com a Copa das Confederações

    Destaque A última Copa das Confederações pode estar começando hoje Reprodução/Twitter
    Gostou: avalie
    (0 votos)
    Publicidade

    A Copa das Confederações começa neste sábado com o duelo entre Rússia e Nova Zelândia às 12h. No entanto, o duelo pode marcar também o início da última Copa das Confederações da história e ela não deixará nenhuma saudade.

    De acordo com alguns veículos, a expectativa é que o torneio de seleções seja substituído ou pelo Mundial sub-20 ou pelo Mundial de Clubes no calendário da FIFA. No entanto, ainda não existe nada confirmado pela entidade.

    A única coisa certa é que a Copa das Confederações é um torneio desinteressante para os torcedores e levado pouco a sério pelas grandes seleções que disputam o torneio. Além disso, como não tem um grande apelo comercial, a FIFA se deve extinguir a competição do calendário, buscando outras alternativas.

    Para entender um pouco da falta de importância do torneio, basta lembrar que a atual campeã mundial Alemanha levará apenas três jogadores que fizeram parte do grupo campeão mundial em 2014, todos reservas da equipe de Low na ocasião. O treinador optou por chamar jogadores mais jovens e atletas que não vinham tendo oportunidades nas últimas convocações, pensando justamente no futuro da seleção. Ou seja, o torneio servirá como uma espécie de laboratório para a Alemanha.

    E a decisão foi bem planejada pela Federação Alemã. Há poucas semanas atrás, o brasileiro Rafinha, jogador do Bayern de Munique, revelou no programa “Bem Amigos” que os seus companheiros de clube alemães já sabiam desde dezembro do último ano que não seriam convocados para o torneio realizado na Rússia em 2017.

    Além do fraco apelo comercial, a falta de interesse dos torcedores também vem dando trabalho para a FIFA que até abril tinha conseguido vender poucas entradas para a competição deste ano. Com menos de 70% dos ingressos vendidos dias antes do início do torneio começar, a sensação é profundo desinteresse dos torcedores.

    Isso porque, esportivamente, a competitividade do torneio é muito fraca, principalmente por conta dos discrepantes níveis técnico das equipes participantes. Divididos em dois grupos de quatro equipes cada, o torneio é disputado entre as seis seleções campeãs dos seus respectivos continentes, além do atual campeão mundial e a seleção do país sede da Copa do Mundo.

    Se você ainda tem dúvidas em relação ao nível técnico da competição, vale lembrar que em 2013, o Brasil venceu a Espanha na decisão no Maracanã. No entanto, no ano seguinte, nenhuma das duas equipes conseguiu apresentar um grande futebol na Copa do Mundo. A Espanha, campeã da Copa de 2010, começou o Mundial sendo goleada pela Holanda por 5 a 1 e sequer passou da fase de grupos do torneio. Já o Brasil não é preciso nem recordar que fim levou a seleção de Felipão.

    Vale lembrar também que os campeões das últimas nove edições do torneio nunca conseguiram ganhar a Copa do Mundo no ano seguinte e, na maioria das vezes, acabaram decepcionando no Mundial.

    Além disso, o torneio também pode ser um problema para as seleções que optem por utilizar seus jogadores principais. Isso porque os atletas costumam ter pouco tempo de férias durante a temporada e o torneio que antecede a Copa do Mundo acaba sendo disputado justamente na época em que os jogadores estariam de férias, descansando. Assim podem ser prejudicados ao longo da temporada europeia, chegando desgastados e até com problemas físicos para o Mundial no ano seguinte.

    A Copa das Confederações da Rússia de 2017 começa neste sábado com o jogo entre Rússia e Nova Zelândia. No entanto, o dia mais aguardado será o próximo dia 2 de julho, na final, quando a Copa das Confederações poderá se despedir do futebol e dificilmente alguém irá lamentar o seu possível fim.

    Alterado: Sábado, 17 Junho 2017 04:29