Inter e a "tragédia particular" - OChute }

Inter e a "tragédia particular"

por   em Editorial
  • Desespero nas ações e palavras dos dirigentes colorados mostra culpa pela situação atual do time na temporada

    Destaque Atletas colorados em campo Divulgação / Internacional Atletas colorados em campo
    Gostou: avalie
    (0 votos)
    Publicidade

    Em meio à tragédia causada pelo acidente com o avião que transportava a delegação da Chapecoense, homenagens e manifestações de apoio surgiram de todas as partes do mundo. Entretanto, algumas falas ressaltaram desrespeito e falta de sensibilidade. Foi o caso dos dirigentes do Internacional.

    Fernando Carvalho, vice-presidente do clube gaúcho, mostrou estar mais preocupado com a situação de seu time. "Além da consternação geral, temos a nossa tragédia particular que é fugir do rebaixamento. Estamos nos agarrando nas folhas da última árvore. Esse adiamento de rodadas certamente vai ser prejudicial. Nem estou falando nisso, a consternação é geral e a solidariedade é unânime. Mas esse adiamento certamente vai trazer embaraços que lá adiante vamos ter que comentar", disse em entrevista.

    Já o presidente colorado Vitório Píffero deixou o futuro do campeonato em aberto. "Não creio que seja a melhor situação [rebaixar o Inter]. Coloquei um sentimento de dificuldade de realizar a última tarefa, decorrente de um fato que abalou a todos. Então, a solução, não sei dizer. Se tiver que ser esta, não sei dizer. Falo da dificuldade em fazer este ato que é o último jogo", afirmou.

    O Colorado tem 42 pontos no Campeonato Brasileiro, ocupando o 17º lugar na tabela de classificação, dentro da zona de rebaixamento. O clube visitaria o Fluminense pela 38ª rodada da competição. O discurso do dirigente aponta para o desespero de quem sente a pressão da má administração, uma vez que os gaúchos chegam à última rodada com campanha pífia. A direção errou em vários momentos da temporada, como nas repetidas trocas de treinador, que não mostraram nenhum cirtério.

    Além disso, o Inter decidiu ir ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva para alegar irregularidade do jogador Victor Ramos, do Vitória. A CBF avisou que o atleta estava regular. O clube colorado insistiu e foi ao tribunal.

    As tentativas de conseguir um fato extra-campo que possa ser utilizado mostram que os dirigentes do clube gaúcho têm o interesse de evitar a qualquer custo o que o Colorado não tem conseguido em campo. Algo que não condiz com a tradição e grandeza do Internacional.

    Relacionadas