No sufoco, Inter derrota o Cruzeiro e encosta no Vitória }

No sufoco, Inter derrota o Cruzeiro e encosta no Vitória

por   em Notícias

O gol colorado foi marcado por Valdívia. O meia puxou contra-ataque com muita velocidade, driblou o marcador, e chutou no ângulo

Destaque No sufoco, Inter derrota o Cruzeiro e encosta no Vitória Ricardo Duarte/Internacional
Gostou: avalie
(0 votos)
Publicidade

No Beira-Rio, o Internacional respirou um pouco mais aliviado na luta contra o rebaixamento. Precisando vencer nas duas últimas rodadas, o Colorado bateu o Cruzeiro por 1 a 0 e chegou a 42 pontos, na 17ª posição. O Vitória, que entra em campo nesta segunda-feira contra o Coritiba, tem a mesma pontuação, em 16º. Com o resultado, o Cruzeiro permanece na 12ª posição, com 48 pontos.

O gol colorado foi marcado por Valdívia. Aos 30 minutos do segundo tempo, o meia puxou contra-ataque com muita velocidade, driblou o marcador, foi para o meio-campo e arriscou o golaço.

Na última rodada, o Internacional define a permanência na Série A do Brasileirão contra o Fluminense, no Rio de Janeiro, domingo, às 17h, no Maracanã. No mesmo horário, o Cruzeiro, já sem ambições no Campeonato Brasileiro, cumpre tabela contra o Corinthians, no Mineirão.

Confira o pós-jogo do confronto

O jogo

O duelo começou com ambos os times especulando no campo de ataque. O Inter conseguiu duas boas conclusões, a primeira delas aos 5 minutos, quando Nico López roubou a bola na intermediária e avançou com velocidade em direção ao gol. Quando entrou na área, disparou o chute cruzado que saiu pela linha de fundo. Aos 11, Seijas pegou a sobra nas proximidades da área e encheu o pé - a bola desviou na defesa e saiu para escanteio. Na cobrança, Alex alçou e Rodrigo Dourado cabeceou com perigo, ao lado do gol.

O Cruzeiro não deixava por menos. Com movimentação envolvente no meio-campo, rondava a área e dava trabalho aos marcadores colorados. Aos 22 minutos, Ezequiel arriscou o chute e acertou o lado de fora da rede.

Aos 30, Lisca mexeu no time, colocando Vitinho na vaga de Geferson. Dois minutos depois, o atacante quase abriu o placar, em cabeceio que passou rente à trave direita. Aos 37, Alex cobrou falta com qualidade e Rafael fez defesa salvadora.

Na etapa final, foram os mineiros que ameaçaram pela primeira vez. Aos 5 minutos, Rafael Sobis chutou da ponta-esquerda e Danilo espalmou para escanteio. O Inter tentava trocar passes no meio, mas sofria com a eficiente marcação do Cruzeiro. Valdívia e Ariel foram para o jogo nos lugares de Dourado e Seijas, respectivamente.

Aos 30, um gol iluminado. Valdívia partiu com a bola desde o campo de defesa e passou por três marcadores até chegar na entrada da área, de onde emendou um chute colocado que acertou o ângulo direito.

Depois do gol, o Inter recuou e passou a ser pressionado. Os 15 minutos finais foram dramáticos. Aos 39, o Cruzeiro quase empatou: Robinho recebeu passe no interior da área e chutou por cima do travessão. Aos 45, mais um susto: Ábila concluiu de frente para Danilo e a bola tirou tinta da trave esquerda.

Entre ou criar uma conta

fb iconAcesse com Facebook