Dudu sobre sua contratação: 'Foi dinheiro bem gasto' }

Dudu sobre sua contratação: 'Foi dinheiro bem gasto'

por   em Notícias

Capitão do provável campeão brasileiro de 2016, o jogador mudou sua postura em campo e fez o investimento do Palmeiras valer a pena

Destaque Dudu sobre sua contratação: 'Foi dinheiro bem gasto' Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Gostou: avalie
(0 votos)
Publicidade

Desde que Dudu chegou ao Palmeiras, participou de 108 partidas, marcou 25 gols e deu 24 assistências. Como resultado, o meia-atacante foi peça fundamental na conquista da Copa do Brasil de 2015 e provavelmente será o capitão que erguerá a taça do Campeonato Brasileiro deste ano. Quem duvidava do retorno que o jogador poderia dar ao Verdão errou feio.

“Acho que foi bem gasto o dinheiro. Espero que no futuro, se eu for vendido, eles possam pegar de volta. Mas quero ficar bastante tempo aqui e fazer história”, disse.

Em um final de semana, o Palmeiras venceu a concorrência de São Paulo e Corinthians, em janeiro de 2015, e fechou a contratação de Dudu. O clube se comprometeu a pagar 6 milhões de euros (cerca de R$ 19 milhões na cotação da época) ao Dínamo de Kiev (UCR) por 100% dos direitos econômicos do jogador, em duas parcelas.

No meio deste ano, Dudu recebeu uma proposta “gorda” da China, mas o Palmeiras acabou por recusar o negócio. A oferta veio bem no pior momento do meia-atacante na temporada, período em que Cuca chegou a deixá-lo na reserva. Porém, quando o treinador resolveu entregar a braçadeira de capitão ao jogador de 24 anos, a situação mudou.

“O Cuca me chamava na sala para mostrar o scout, falar que eu estava pegando pouco na bola. Contra o Vitória, ele me chamou depois do jogo, me elogiou. No jogo seguinte, contra o Atlético-PR, me chamou e falou que a faixa de capitão não seria só um jogo, que eu iria continuar. Fiquei bastante tempo sem perder de capitão, até hoje foi uma partida só. Fico feliz”, contou o jogador.

A mudança de comportamento do jogador ficou evidente na atual temporada. A disciplina é um dos aspectos mais claros: após receber 13 amarelos e um vermelho em 2015, tem só seis amarelos em 2016.

“Eu mudei, sabia que tinha de mudar. Meus companheiros precisavam de mim, não dava para ficar toda hora tomando cartão bobo, que me prejudicam, prejudicam a equipe. Estou bem tranquilo nessa questão e espero melhorar mais”, disse Dudu.

Entre ou criar uma conta

fb iconAcesse com Facebook