Odebrecht admite ter deixado de realizar R$ 40 mi em obras na Arena }

Odebrecht admite ter deixado de realizar R$ 40 mi em obras na Arena

por   em Notícias

Engenheiro afirma que dinheiro precisou ser utilizado para custear itens mais caros do que o orçado; Corinthians diz não ter autorizado realocação de verbas na construção

Destaque A Arena Corinthians, em Itaquera Divulgação / Corinthians A Arena Corinthians, em Itaquera
Gostou: avalie
(0 votos)
Publicidade

A Odebrecht, construtora responsável pela obra da Arena Corinthians, admitiu que deixou de realizar R$ 40 milhões em obras previstas no projeto. De acordo com o engenheiro e diretor de contratos da empreiteira, Ricardo Corrégio, o valor foi utilizado para compensar o aumento no gasto com outros itens prioritários.

Segundo Corrégio, a Odebrecht gastou os R$ 985 milhões que cobrou pela obra, que tem custo total hoje de R$ 1,2 bilhão com juros de empréstimos. Entretanto, parte do orçamento precisou ser realocada no fim.

"Se por um lado, deixou-se de fazer algumas coisas que eram previstas, por outro lado outros foram executados no mesmo montante, de tal forma que mantivesse o valor de R$ 985 milhões", disse.

O Corinthians rejeita as alegações, afirmando que não teve acesso à relação de itens não realizados.

Corrégio garante não haver risco à estrutura da Arena. "As obras que deixaram de ser feitas são exclusivamente de acabamento e nenhuma impacta em utilização plena da arena", relatou.

Já o clube paulista reclama que perde dinheiro com os problemas do estádio. "A não realização de certos itens de projeto em conjunto com o atraso na conclusão da obra, resulta na perda de receitas, assim como na desvalorização de propriedades da Arena."

Entre ou criar uma conta

fb iconAcesse com Facebook