Atlético-MG deve apresentar projeto de estádio ainda em 2016 }

Atlético-MG deve apresentar projeto de estádio ainda em 2016

por   em Notícias

Daniel Nepomuceno confirmou que as informações sobre o empreendimento estão perto de serem passadas ao Conselho Deliberativo do clube

Destaque Atlético-MG deve apresentar projeto de estádio ainda em 2016 Reprodução/Internet
Gostou: avalie
(0 votos)
Publicidade

Especulada desde 2014, a Arena Multiuso de Belo Horizonte está próxima de virar um empreendimento concreto. O Atlético-MG está próximo de fechar parcerias para viabilizar os R$ 350 milhões necessários para construir o estádio, que tem o projeto desenvolvido pela Farkasvölgyi Arquitetura e pago pela MRV Engenharia. A ideia do Galo é não comprometer o orçamento anual do clube com a Arena. As informações são do blog do jornalista Chico Maia.

Ao checar a notícia, o portal Uol conseguiu entrar em contato com o presidente do Atlético-MG, Daniel Nepomuceno, que confirmou estar próximo de convocar uma reunião do Conselho Deliberativo do clube para apresentar o projeto.

"Estamos fechando os números. As informações oficiais vão ser passadas pelo conselho primeiramente", disse Nepomuceno.

No entanto, para que o empreendimento continue avançando, é necessário que a comunidade local do bairro Califórnia, onde se localiza o terreno que será utilizado para erguer o estádio, aprove a construção, em audiência pública, marcada para o dia 24 deste mês.

A MRV, patrocinadora de longa data do Atlético-MG está envolvida. Além de pagar R$ 500 mil para a concepção do projeto, a construtora cedeu o terreno, adquirido por R$ 8 milhões há alguns anos. Outras três parceiras estariam envolvidas na construção do estádio do Atlético.

Mudanças no projeto

O primeiro projeto desenvolvido pela Farkasvölgyi Arquitetura previa a construção de uma arena para 50 mil pessoas, um centro comercial, uma área para eventos e um estacionamento com quatro mil vagas. No entanto, o valor de R$ 500 milhões da obra seria inviável para a capitação no atual momento econômico do país.

A mudança mais impactante no projeto é a diminuição na capacidade da arena de 50 mil para 42 mil torcedores, além da redução no estacionamento para 3.300 lugares. O centro comercial e o local para grandes eventos foram retirados, mas poderão ser construídos em um momento posterior.

Com as alterações, o projeto diminuiu em 30% e teve seu custo estimado em R$ 350 milhões.

Entre ou criar uma conta

fb iconAcesse com Facebook