Conselho aprova e São Paulo poderá ter presidente remunerado }

Conselho aprova e São Paulo poderá ter presidente remunerado

por   em Notícias

O novo estatuto do clube deu mais um passo e agora passará por assembleia de sócios, que deve acontecer em dezembro

Destaque Conselho aprova e São Paulo poderá ter presidente remunerado Érico Leonan/São Paulo FC
Gostou: avalie
(0 votos)
Publicidade

Em reunião realizada na noite de quarta-feira (16), o Conselho Deliberativo do São Paulo aprovou, por unanimidade, a proposta do novo estatuto do clube. Com a decisão, Tricolor dá um passo a frente na direção de, entre outras mudanças, ter um presidente remunerado, com salário de, no máximo, R$ 27,5 mil mensais.

O texto, em seu artigo 111, diz que o "presidente eleito poderá ser remunerado caso dedique-se exclusivamente ao exercício das suas funções. Sua remuneração deverá ser aprovada pelo Conselho de Administração, mas não será, em qualquer hipótese, superior a 70% do teto do funcionalismo público".

Para entrar em vigor, o estatuto aprovado pelo Conselho passará agora por assembleia de sócios, que deve acontecer em dezembro. Se aprovada, a proposta começará a valer a partir de abril de 2017.

Outra mudança com relação ao atual estatuto seria a impossibilidade de reeleição do presidente. Assim, ele poderia apenas ocupar o cargo por três anos. Os pleitos que hoje em dia acontecem em abril, também teriam suas datas alteradas, passando a ocorrer em dezembro.

O novo estatuto também prevê a criação de um Conselho de Administração no clube e a profissionalização de diretorias, colocando um fim aos cargos de vice-presidentes estatutários e demandando a contratação de profissionais remunerados.

Entre as mudanças que passarão por análise separada estão a participação de sócios-torcedores nas eleições do clube e a separação da parte social do futebol.

Entre ou criar uma conta

fb iconAcesse com Facebook