Comissão que monitora auditoria da Arena deve ser dissolvida pelo Corinthians }

Comissão que monitora auditoria da Arena deve ser dissolvida pelo Corinthians

por   em Notícias

Criado em março, grupo do Conselho Deliberativo do clube teve acesso mínimo a documentos da construtora Odebrecht

Destaque A Arena Corinthians, em Itaquera Divulgação / Corinthians A Arena Corinthians, em Itaquera
Gostou: avalie
(0 votos)
Publicidade

A comissão formada para acompanhar a auditoria da Arena Corinthians deve ser dissolvida nos próximos dias. Os próprios membros a cosideram sem função.
Criada no mês de março, a comissão do Conselho Deliberativo do clube teve acesso mínimo a documentos da construtora Odebrecht. A auditoria deve se encerrar ainda em novembro.

Cinco conselheiros são responsáveis pelo acompanhamento. Carlos Antônio Luque, Newton Davi Ferrari, Antônio Roque Citadini, Emerson Piovezan (atual diretor financeiro do clube) e Flávio Adauto (novo diretor de futebol).

"A comissão tinha como objetivo receber as informações e repassá-las ao Conselho, mas nasceu inócua, praticamente morta", relatou Flávio Adauto.

"Por quê? Tínhamos a expectativa de ouvir os responsáveis pela obra. Quem? A construtora que fez o estádio. Acontece que por eles estarem sendo investigados pela a Lava Jato, em nenhum momento acolheram nossos pedidos. Eles tinham um interesse maior. Se fossem falar, não iriam falar para cinco conselheiros do Corinthians. Decidiram que, se tivessem de falar, falariam como delação premiada", completou.

O clube paulista promete cobrar da construtora tudo o que não estiver de acordo com o que foi estabelecido em contrato no início da obra.

Entre ou criar uma conta

fb iconAcesse com Facebook