Flamengo apresenta projeto de estádio boutique para prefeitura }

Flamengo apresenta projeto de estádio boutique para prefeitura

por   em Notícias

Localizado na Gávea, o local teria capacidade de receber 20 mil espectadores e seria utilizado para abrigar partidas de menor apelo

Destaque Flamengo apresenta projeto de estádio boutique para prefeitura Gilvan de Souza/Flamengo
Gostou: avalie
(0 votos)
Publicidade

Desaminado com a possibilidade de assumir a administração do Maracanã, o Flamengo trabalha nos bastidores para a construção de um estádio boutique para 20 mil pessoas, localizado na Gávea. O projeto da arena já foi levado para a prefeitura do Rio de Janeiro e passa por um estudo de viabilidade. As informações são do blog do jornalista Rodrigo Mattos.

O projeto arquitetônico do estádio da Gávea está pronto, mas ainda há um longo caminho pela frente. A prefeitura ainda precisa fazer o estudo de viabilidade e entrar com o pedido de licença para a sua construção. Além disso, o Flamengo precisa encontrar ajuda financeira para bancar o empreendimento.

O presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, confirmou o projeto: ''O ideal seria termos o Maracanã e o estádio boutique da Gávea'', contou. No entanto, o clube descarta a possibilidade de utilizar o Maraca, caso não seja incluído na nova licitação. Assim, a arena da Gávea também poderia ser complementar a outro estádio maior também a ser construído.

O estádio da Gávea tem em seu projeto um limite de 20 mil espectadores e poucas vagas de estacionamento. A ideia é evitar o impacto no trânsito local, alvo de reclamação de moradores do bairro do Leblon. O local também receberia poucas partidas no ano, algo em torno de 20.

''Seria um estádio para jogos pequenos, de menor apelo e também da divisão de base'', contou Alexandre Wrobel, vice-presidente de Patrimônio.

De acordo com Rodrigo Mattos, fontes envolvidas no projeto dizem que não custará mais de R$ 300 milhões. A atual situação financeira do clube já permitiria ao Flamengo buscar um financiamento por conta própria, mas, caso não consiga resolver o problema com o Maracança, a diretoria pode ter de priorizar obter recursos para construir outro estádio maior.

Alterado: Segunda, 14 Novembro 2016 17:18

Entre ou criar uma conta

fb iconAcesse com Facebook