Flamengo quer reajustar receita de patrocínio com a Caixa }

Flamengo quer reajustar receita de patrocínio com a Caixa

por   em Notícias

A diretoria do clube planeja um leve aumento nas receitas do clube para o ano de 2017 e, para isso, foca em publicidade

Destaque Flamengo quer reajustar receita de patrocínio com a Caixa Gilvan de Souza/Flamengo
Gostou: avalie
(0 votos)
Publicidade

Os últimos pontos do orçamento para 2017 estão sendo decididos para que a diretoria do Flamengo apresente-o aos conselheiros do clube. As receitas deste ano devem fechar em R$ 404 milhões, valor menor que o antecipado no orçamento de 2016, mas a expectativa é que haja um leve aumento no próximo ano. Um motivo para justificar a possibilidade da entrada de mais dinheiro nos cofres rubro-negros é o objetivo da diretoria em aumentar o valor recebido pelo patrocínio da Caixa econômica Federal. O acordo atual termina em dezembro e o Flamengo quer pelo menos igualar os R$ 30 milhões anuais que atualmente é recebido pelo Corinthians.

O banco estatal deve permanecer no futebol e seguir como principal patrocinador do esporte brasileiro. O clube da Gávea recebe anualmente R$ 25 milhões pelo espaço master da camisa, um “X” no peito e também no calção. O Timão, por sua vez, fez jogo duro para renovar o contrato com a Caixa e conseguiu manter os R$ 30 milhões que já recebia, mas diminuiu a exposição da parceira – antes o banco ocupava a frente e as costas da camisa alvinegra, agora só ocupa a parte de frente.

“Não falo de valores e questões comerciais, mas pode ter certeza que vamos buscar um retorno compatível com o tamanho do Flamengo, independentemente do patrocinador”, disse o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello.

Em meados de 2016, o Flamengo aprovou uma readequação orçamentária com reajuste para baixo de R$ 15 milhões de receitas não realizadas de patrocínio e publicidade. Com o clube garantido na Copa Libertadores em 2017, o clube espera que a participação no torneio continental, que foi estendido para o ano todo, venha acompanhada de mais receitas de publicidade.

Durante a temporada atual, o departamento de marketing do Flamengo conseguiu negociar várias parcerias pontuais na base da permuta, de modo a cobrir estruturas rubro-negras. Recentemente, o clube fechou com a Clipper, MRV, Yes e Ifood. Somente a MRV continuará com o clube depois de dezembro. A construtora fechou até 2018, e vai pagar R$ 16 milhões.

Alterado: Quinta, 10 Novembro 2016 10:38

Entre ou criar uma conta

fb iconAcesse com Facebook