Roger alega proposta melhor do Bota e se desculpa com a Ponte }

Roger alega proposta melhor do Bota e se desculpa com a Ponte

por   em Notícias

"Ninguém foi traíra, fez as coisas pelas costas. Com certeza as coisas foram bem claras", disse o atacante sobre sua transferência

Destaque Roger alega proposta melhor do Bota e se desculpa com a Ponte PontePress/Divulgação
Gostou: avalie
(0 votos)
Publicidade

O atacante Roger deu a sua versão sobre a sua saída da Ponte Preta, após assinar pré-contrato com o Botafogo para 2017. O jogador de 31 anos teve a sua rescisão anunciada pelo gerente de futebol da Macaca, Gustavo Bueno, na quinta-feira (3), e, nesta sexta, falou sobre o caso em uma entrevista à Rádio Bandeirantes de Campinas.

Roger rebateu algumas declarações do dirigente, alegou que aceitou a proposta do Glorioso por ela ter sido melhor e pediu desculpas por expor a Ponte ao fazer exames médicos no Rio de Janeiro.

"Não concordo com a forma como estou saindo. Isso me frustra um pouco, me deixa chateado, mas tenho de acatar. Posso dizer que as pessoas estão tentando me tirar pela porta dos fundos, mas não vou sair, até porque tudo que plantei foi com raízes muito fortes. Acho que eu não merecia isso, falei para o Gustavo [Bueno], para o Cristiano [Nunes, coordenador], mas que cabe a eles julgarem. Na minha opinião, cometeram um erro comigo, uma grande injustiça. Não quero culpar ninguém. Agradeci e passei minha insatisfação com a demissão. Isso não aceito, não entendo e não concordo", disse o atacante.

De acordo com Roger, a Ponte Preta não conseguiu oferecer o valor pedido por ele, como Gustavo Bueno já havia dito na última quinta.

"Do início ao fim da conversa, o aumento oferecido foi de 10%. O que aconteceu durante a negociação é que foi melhorada a questão da luva e da premiação em caso de permanência na elite no próximo ano, mas em nenhum momento a Ponte chegou ao valor que eu tinha pré-estabelecido. Não vou levar a culpa de que não aceitei ou não quis. O salário que pedi não é nenhum absurdo, mas a Ponte estabeleceu um teto, chegou ao seu limite, acho louvável não fazer loucuras. Mas também achava que era justo eu ter o salário de um cara que não está jogando, dentro do que estou vendo no clube, mas a Ponte disse que não abriria exceção. Sendo assim, as partes ficaram livres para negociar. Ninguém foi traíra, fez as coisas pelas costas. Com certeza as coisas foram bem claras", acrescentou.

Roger ainda alegou que pensou em desistir do Botafogo para permanecer na Ponte, mas que uma cláusula do pré-contrato o fez manter o seu acerto com os cariocas.

"Não me arrependo do acerto com o Botafogo. A Ponte fez o possível para que eu pudesse ficar, mas eu tive uma proposta melhor, um contrato muito melhor, que eu nunca tive no Brasil. A Ponte melhorou uma questão de permanência, foi quando eu disse que poderia ficar, mas eu já tinha um pré-contrato. Saí da sala, liguei para o pessoal para ver o que poderia ser feito, mas foi me dito que a multa era de um milhão de dólares, que algumas coisas já seriam pagas e não tinha mais o que ser feito. Voltei no mesmo instante e comuniquei o Eduardo [Baptista, técnico], pois o Gustavo já tinha saído. Pedi desculpas, mas em nenhum momento a Ponte chegou ao valor que eu quis. Talvez eu aceitasse uma condição muito menor da que estou indo para o Botafogo. O grande problema talvez tenha sido o exame médico no Rio, expôs a mim, expôs a Ponte. Queria pedir desculpa por isso", declarou.

Ao final da entrevista, Roger ressaltou o carinho que tem pela Ponte, clube que defendeu em quatro oportunidades na carreira.

"Fica o carinho pelo clube, por essa camisa que tanto briguei. Fica a frustração por não conseguir fechar esse ciclo. É acatar e seguir a vida, não tem muito o que fazer. Não queria que tivesse vazado, foi muito chato. Pré-contrato é normal, é comum. Todo mundo sabe que outros atletas no elenco têm pré-contrato com outros clubes também, a Ponte deve ter pré-contrato com quatro, cinco jogadores para 2017 também, mas as pessoas não aceitaram quando foi a minha vez. Respeito quem não acha certo minha atitude. Não tem um lado mais culpado ou menos. Pelo menos essa é minha opinião", completou.

Entre ou criar uma conta

fb iconAcesse com Facebook