Michel Bastos não será mais utilizado no time do São Paulo }

Michel Bastos não será mais utilizado no time do São Paulo

por   em Notícias

Ricardo Gomes desistiu de recuperar o jogador, que ficou muito abalado após as agressões durante a invasão ao CT da Barra Funda

Destaque Michel Bastos não será mais utilizado no time do São Paulo Divulgação/São Paulo FC
Gostou: avalie
(0 votos)
Publicidade

A paciência acabou. Ricardo Gomes desistiu de recuperar Michel Bastos e o jogador de 33 anos não deverá mais vestir a camisa do São Paulo. Como não viu sinais de recuperação depois do episódio da invasão do CT da Barra Funda, em agosto, o meia-atacante deverá apenas treinar até o final do ano, quando irá definir o futuro.

A ideia da diretoria do Tricolor Paulista é envolver Michel em alguma negociação, de preferência uma troca por um atacante que interesse ao clube. O contrato do jogador é válido até dezembro de 2017 e seu último jogo com a camisa do São Paulo foi diante do Sport, no dia 5 de outubro, na Ilha do Retiro.

Alvo de críticas da torcida desde o início do ano, Michel foi um dos três jogadores agredidos pelos invasores do CT tricolor, no dia 27 de agosto. Desde então, teve pouquíssimas chances. A alegação de Ricardo Gomes é que o jogador perdeu completamente o foco no Tricolor.

“A questão física nem é problema, embora ele tenha perdido a explosão, que era sua principal característica. Tanto que já vinha preferindo atuar pelo meio. Acho que o principal problema é psicológico”, afirmou o técnico.

Muito abalado com o que aconteceu, Michel teve uma postura totalmente diferente de Wesley, outro atleta visado no episódio. O volante se recuperou emocionalmente e vem se mantendo no time titular do São Paulo, mesmo que deslocado para a lateral direita.

Toda a polêmica no entorno do meia-atacante acabou se agravando nesta semana. Michel não foi ao treino realizado na manhã de quinta-feira para acompanhar a mulher em uma consulta médica. O problema é que, na noite anterior, ele havia comparecido a um torneio de pôquer, informação que acabou causando várias críticas ao jogador.

A situação ficou ainda mais estranha quando Ricardo Gomes disse, em entrevista coletiva realizada na sexta, que não foi avisado da ausência e considerou uma falta. O diretor de futebol do Tricolor, Marco Aurélio Cunha, disse, em seguida, que Michel lhe telefonou durante o treino para avisar que tinha ido ao médico com a esposa.

Há uma corrente dentro do clube que pede o afastamento imediato de Michel do elenco. No entanto, a diretoria não acha que o atleta esteja causando problemas com os companheiros e não quer desvalorizar o meia, já que pretende utilizá-lo como moeda de troca.

Entre ou criar uma conta

fb iconAcesse com Facebook