Sport desconfia de retaliação da CBF por críticas à arbitragem }

Sport desconfia de retaliação da CBF por críticas à arbitragem

por   em Notícias

O Leão reclama da escalação de Jailson Macedo Freitas para apitar a partida contra a Ponte Preta, pela 33ª rodada do Brasileirão

Destaque Sport desconfia de retaliação da CBF por críticas à arbitragem Williams Aguiar/Sport Club Recife
Gostou: avalie
(0 votos)
Publicidade

Na quinta-feira (27), o Sport entra em campo da Ilha do Retiro contra a Ponte Preta, pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro, às 20h30. A torcida já esgotou quase todos os ingressos colocados à venda e a pressão das arquibancadas não deverá ser apenas em cima do time rubro-negro, que luta contra o rebaixamento, mas também sobre a arbitragem.

No último domingo, os jogadores do Sport saíram revoltados do Allianz Parque após a derrota para o Palmeiras por 2 a 1. O motivo da reclamação foi o pênalti não marcado quando Yerry Mina tocou a bola com o braço dentro da área alviverde. Ao fim da partida, o volante Rithely chamou o juiz de "m..." e pediu a sua prisão enquanto que o meia Diego Souza disse que o campeonato estava "desenhado para Flamengo e Palmeiras".

Para a partida contra a Ponte Preta, a CBF escalou o baiano Jailson Macedo Freitas para apitar. O árbitro, no entanto, é filiado à mesma federação que o Vitória, clube adversário do Leão na briga contra o rebaixamento na Campeonato Brasileiro.

Em tentativa de mudar a arbitragem, a diretoria do Sport entrou em contato com Coronel Marinho, novo presidente da Comissão de Arbitragem, entre a última terça-feira e a manhã desta quarta-feira. O esforço, porém, se mostrou em vão. Existe a suspeita de retaliação da CBF pelas declarações do fim de semana passado.

"Nós manifestamos a nossa absoluta indignação com essa situação, estamos estarrecidos, achamos que essa indicação é uma aberração. Estamos lutando para não entender que seja uma retaliação pelo episódio do último domingo. Porque num jogo do Sport você por um baiano e no do Vitória outro pernambucano (Nielson Nogueira) como se fosse moeda de troca é como se falassem se vire com os árbitros", disse o vice de futebol do Sport, Arnaldo Barros, ao portal ESPN.

"É uma autorização para o erro. E detalhe: aconteceu em 2015, em Sport e Corinthians, fomos, inclusive, na ESPN e falamos ao vivo, mostramos preocupação com árbitro paulista e deu no que deu. O melhor jogo do campeonato foi maculado por um pênalti marcado do Rithely que não existiu", prosseguiu.

"E agora a mesma situação, com um árbitro baiano em claro conflito de interesse e evidente situação de insegurança", completou.

O Sport é o atual 16º colocado na tabela do Brasileirão, com 37 pontos, dois a mais do que o Vitória, primeiro time na zona de rebaixamento.

Entre ou criar uma conta

fb iconAcesse com Facebook