Cebeçadas podem afetar desempenho recente da memória, diz estudo }

Cebeçadas podem afetar desempenho recente da memória, diz estudo

por   em Notícias

Estudo realizado por Universidade aponta perda de memória recente em cabeçadas, mas não identificou se as cabeçadas causam um dano cerebral a longo prazo

Destaque Cebeçadas podem afetar desempenho recente da memória, diz estudo Caio Marcelo/www.criciuma.com.br
Gostou: avalie
(0 votos)
Publicidade

Uma pesquisa publicada na revista "EBioMedicine" pode dar o que falar no mundo do futebol. O estudo realizado pela Universidade de Stirling apontou que o ato de cabecear a bola de futebol repetidas vezes causa "pequenas, mas significantes mudanças no funcionamento do cérebro".

O período de avaliação foi de 24h, tempo pelo qual alguns jogadores deram um total de 20 cabeçadas. O resultado final apontou que o desempenho da memória diminuiu entre 41% e 67% após as cabeçadas e os efeitos desapareceram após um dia.

A ação foi feita com bolas lançadas por uma máquina que simulava a força e velocidade de uma cobrança de escanteio. No total cada jogador repetiu 20 vezes a cabeçada. Os testes de memória foram realizados antes e depois do exercício para efeito de comparação.

De acordo com a revista, este estudo foi o primeiro a detectar mudanças no cérebro após a ação repetida com impactos na cabeça.

Apesar dos resultados surpreendentes, a pesquisa não soube identificar se em longo prazo poderá existir maiores problemas cerebrais.

Em entrevista a “BBC”, a doutora Magdalena Ietswaard, neurocientista cognitiva da universidade que conduziu o estudo, disse que a pesquisa foi realizada pela preocupação crescente na ligação entre lesões cerebrais nos esportes e o risco de demência.

"Realizando um treino que a maioria de times amadores e profissionais seriam familiares, encontramos que havia de fato uma inibição no cérebro imediatamente após o cabeceio e que a performance da memória nestes testes foi reduzida de modo significativo", explicou.

"Embora as mudanças sejam temporárias, acreditamos que elas são significativas para saúde do cérebro, particularmente se elas acontecem repetidas vezes como nas cabeçadas de futebol", concluiu.

Entre ou criar uma conta

fb iconAcesse com Facebook