Presidente da UEFA cogita final da Champions fora da Europa }

Presidente da UEFA cogita final da Champions fora da Europa

por   em Notícias

Nova presidente da entidade europeia, Aleksander Ceferin, se diz aberto à mudanças desde que não sejam ruins para o "produto Champions League"

Destaque Presidente da UEFA cogita final da Champions fora da Europa Reprodução/UEFA
Gostou: avalie
(0 votos)
Publicidade

O novo presidente da UEFA, Aleksander Ceferin segue os passos do presidente da FIFA, Gianne Infantino, com suas propostas “polêmicas”. Em entrevista à agência Associated Press nesta quinta-feira, o dirigente revelou a ideia de fazer em um futuro próximo a final da Champions League fora do continente europeu.

"Eu acho que pode ser uma ideia para o futuro, mas temos que conversar sobre isso. Para ir de Portugal para o Azerbaijão, por exemplo, é quase o mesmo tempo de ir para Nova York. Para os torcedores não tem problema, mas veremos. É uma competição europeia, então vamos pensar sobre isso", disse o presidente.

Ceferin falou como será o processo da escolha da sede da final da Champions League nos anos do seu mandato na entidade.

"O processo de escolha tem que ser muito claro, porque conseguir uma final da Liga dos Campeões por favores políticos não é bom. Com um processo de escolha claro, podemos proteger a nossa própria administração e eu mesmo, porque quem quiser nos derrubar, pedir favores, eu vou ter uma resposta rápida: 'desculpe, há regras claras e não podemos fazer isso'", ressaltou o presidente.

Já quanto as mudanças na competição, o dirigente disse estar aberto para recebê-las desde que seja benéfica para a competição e o evento.

"Do sentido financeiro não é ideal. Nós devemos pensar também sobre outros mercados, mas sabendo exatamente como e eu não tenho certeza ainda. A China é financeiramente interessante e os Estados Unidos não são apenas financeiramente interessante, como também o futebol está crescendo bastante lá", comentou.

No entanto, quando questionado sobrea as mudanças propostas por Infantino com relação à mudanças no aumento do numero de seleções participantes da Copa do Mundo, Ceferin preferiu não opinar e se esquivou do assunto.

"Eu sei que todo mundo tem medo de jogar com europeus no mata-mata. Eu posso entender as pessoas, mas se está com medo de jogar com alguém na Copa do Mundo, provavelmente esse time merece estar na Copa do Mundo".

Entre ou criar uma conta

fb iconAcesse com Facebook