Árbitro retifica súmula do Fla-Flu, mas não cita interferência }

Árbitro retifica súmula do Fla-Flu, mas não cita interferência

por   em Notícias

Ricci enviou uma carta à CBF relatando a invasão de campo de alguns reservas, mas não citou o inspetor de arbitragem Sergio Santos

Destaque Árbitro retifica súmula do Fla-Flu, mas não cita interferência Reprodução
Gostou: avalie
(0 votos)
Publicidade

A CBF publicou em seu site uma carta enviada por Sandro Meira Ricci na segunda-feira (17) fazendo uma retificação e um adendo à súmula do Fla-Flu, realizado na última quinta pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro. A partida foi cercada de polêmicas por conta de uma possível interferência externa na decisão de anular o gol do zagueiro Henrique que daria o empate do confronto ao Tricolor das Laranjeiras.

O árbitro, que atualmente está na Índia, diz que a partida ficou paralisada por 12 minutos, e não 10 como relatado anteriormente. Ricci ainda inclui no texto que houve uma invasão de reservas e membros da comissão técnica em campo. No entanto, ele não cita em nenhum momento a possível interferência do inspetor de arbitragem Sergio Santos, que em leitura labial reproduzida pela Globo teria dito "a TV sabe" a ele.

A primeira versão da súmula dizia apenas que "o jogo foi paralisado aos 40 minutos do segundo tempo pelos atletas de ambas equipes terem protestado por decisão da arbitragem em um lance de impedimento".

Por conta do ocorrido, o Fluminense pediu a anulação da partida e o presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), Ronaldo Piacente, determinou a abertura do processo e solicitou a suspensão do resultado do Fla-Flu até o final do julgamento.

Confira a carta de Sandro Meira Ricci na íntegra:

Caro presidente,

Venho, por meio desta, realizar adendo e corrigir uma informação constante na Súmula da partida entre Fluminense e Flamengo, realizada em 13 de outubro de 2016, na cidade Volta Redonda-RJ, válida pelo Campeonato Brasileiro da Série A.

Errata: Informo que o jogo ficou paralisado por 12 minutos e não por 10 como informado anteriormente na Súmula.

Adendo: Informo que durante o tempo em que o jogo ficou paralisado, vários jogadores suplentes e membros da comissão técnica de ambas as equipes adentraram o campo de jogo, sob forte emoção, para pedir que a decisão da arbitragem fosse favorável às suas respectivas equipes. Diante da importante decisão de anular ou não um gol e da necessidade de esperasse que o ânimo de todos se acalmasse para que a arbitragem pudesse comunicar sua decisão com tranquilidade, considero que as reações foram aceitáveis para a situação, motivo pelo qual não houve necessidade de ações disciplinares.

Solicito os bons préstimos de Vossa Senhoria no sentido de adotar as providências cabíveis para o caso em tela.

Respeitosamente

Sandro Ricci

Mídia

Entre ou criar uma conta

fb iconAcesse com Facebook