Valor pedido para renovação de parceria teria motivado cisão entre FIFA e revista }

Valor pedido para renovação de parceria teria motivado cisão entre FIFA e revista

por   em Notícias

Revista francesa teria pedido R$ 17,5 milhões para renovar o contrato de parceria com a FIFA que optou por fazer o prêmio sozinha

Destaque Valor pedido para renovação de parceria teria motivado cisão entre FIFA e revista Reprodução/Vimeo
Gostou: avalie
(0 votos)
Publicidade

No último mês de setembro, a FIFA anunciou que não iria renovar a parceria com a revista “France Football” na tradicional premiação do “Bola de Ouro” que elege os melhores jogadores do mundo. E o motivo central teria sido os R$ 17,5 milhões pedidos pela revista pela renovação do contrato com a entidade que encerra em dezembro.

Como Infantino tenta implementar uma política de redução de despesas, a FIFA recusou e irá novamente fazer sozinha a premiação, marcada para o dia 9 de janeiro, em Zurique, na Suíça.

Agora caberá à Fifa decidir sobre o futuro de sua premiação, que passará a ser chamada de "Fifa's Best".

“O formato detalhado e as listas dos prêmios da Fifa serão anunciados em breve, com a maior interação e participação dos torcedores entre as suas principais características. Na próxima edição, marcada para janeiro de 2017, os prêmios de melhor jogadora e jogador do mundo seguirão formato semelhante ao das edições anteriores, com capitães e técnicos de todas as seleções nacionais escolhendo os vencedores juntamente com um grupo de jornalistas internacionais” comunicou por e-mail a assessoria da Fifa.

Após a parceria entre a revista e a FIFA apenas Cristiano Ronaldo e Messi conseguiram levar o prêmio de melhor jogador do mundo. E para esta temporada o craque português novamente é o favorito para levar o troféu.

“São muitas mudanças, o que é normal quando se encerra um contrato. No dia 9 teremos um novo prêmio da Fifa. Será aqui em Zurique neste ano, depois planejamos viajar um pouco, porque a Fifa é baseada aqui, mas está em todo o mundo, vamos ver isso. Mas o mais importante é que para o prêmio desse ano vamos começar uma nova maneira de definir o prêmio. No passado, era feito pelos capitães das seleções, técnicos e mídia. Teremos um quarto componente, que são os torcedores” disse o presidente da Fifa após a reunião do Conselho da entidade nesta sexta.

Entre ou criar uma conta

fb iconAcesse com Facebook