Odebrecht dará mais poderes à dupla Fla-Flu sobre o Maracanã }

Odebrecht dará mais poderes à dupla Fla-Flu sobre o Maracanã

por   em Notícias

De saída, a empresa só seria responsável pela locação do estádio, enquanto os clubes iriam gerir toda a operação do complexo esportivo

Destaque Odebrecht dará mais poderes à dupla Fla-Flu sobre o Maracanã Divulgação/Agência Brasil
Gostou: avalie
(0 votos)
Publicidade

A partir do final do mês Flamengo e Fluminense terão maiores poderes na administração do Maracanã. A Odebrecht, atual administradora do estádio, e os dois clubes negociam um novo acordo para mandarem suas partidas da reta final do Campeonato Brasileiro no maior palco do futebol nacional.

Na última quinta-feira (13), representantes das três partes se reuniram e já começaram a discutir pontos específicos do acordo temporário. Flamengo e Fluminense pagarão uma taxa fixa e serão os responsáveis diretos sobre a realização dos jogos no Maracanã. Deste modo, vão se encarregar da venda de ingressos, camarotes e até os bares em dia de jogo.

A Maracanã SA, concessionária da Odebrecht, era a responsável pela operação das partidas no estádio até abril, quando ele foi repassado ao Comitê Rio-2016. Assim, boa parte dos ganhos com ingressos, bebidas e comidas no complexo durante as partidas da dupla Fla-Flu ficava com a empresa.

A Odebrecht, no entanto, quer deixar a administração do “Maior do Mundo” e, depois de ceder o estádio para as Olimpíadas, demitiu boa parte dos funcionários da Maracanã SA. A saída da Odebrecht do Maracanã está sendo negociada com o governo estadual, dono do estádio.

Neste contexto, o governo do Rio de Janeiro pretende abrir uma licitação para escolher a nova administradora. Mas, enquanto as negociações de saída da Odebrecht estiverem acontecendo, a empresa continuará a gerir o complexo esportivo. Nesse meio tempo, contudo, passará a lidar de forma diferente com os clubes.

Foi enviada pela Maracanã SA uma proposta de aditivo aos contratos firmados com Flamengo e Fluminense. Caso os times concordem, terão mais responsabilidades na administração do estádio. A empresa vai se tornar apenas a locadora do Maraca, cobrando R$ 100 mil por partida, mas não terá qualquer responsabilidade pela realização dos jogos e nem sequer participação nas receitas geradas por eles.

O preço será mantido até o final do ano, quando se espera que o Maracanã já tenha um novo administrador. Flamengo e Fluminense aguardam as regras da nova licitação preparada pelo governo do Rio e não escondem o desejo de administrar o estádio.

Entre ou criar uma conta

fb iconAcesse com Facebook