Dois anos depois, Nike dá "troco" na Adidas }

Dois anos depois, Nike dá "troco" na Adidas

por   em Notícias

Empresa americana havia perdido três dos maiores clubes que vendem mais camisetas no mundo em 2014 e agora retorna com força ao mercado

Destaque Dois anos depois, Nike dá "troco" na Adidas Divulgação
Gostou: avalie
(0 votos)
Publicidade

O acordo da Nike com o Chelsea anunciado oficialmente nesta quinta-feira foi um dos grandes destaques do dia. A surpresa do anuncio da nova fornecedora do clube a partir de 2017, no entanto, foi uma grande jogada de contra-ataque da empresa americana que havia perdido terreno nos últimos anos.

Após perder três dos dez clubes que mais vendem camisas no mundo em 2014 – Manchester United, Juventus e Arsenal – a Nike viu a sua maior rival, Adidas, ganhar espaço ao fechar acordo com seis dos dez clubes que mais vendem camisas de futebol no mundo.

Por isso, a empresa americana teve que rever as suas estratégias e forçar uma aproximação com os clubes, principalmente os ingleses, para tentar reverter o cenário. E no começo desde ano, surgiram as primeiras notícias que a Nike negociava com Tottenham (que tem contrato com a Under Armour até o meio de 2017) e o Chelsea (que tinha contrato com a Adidas por mais 6 anos).

E os valores oferecidos aos Blues assustam. Apesar do contrato não ter sido revelado, especula-se que a fornecedora americana irá oferecer o dobro que a Adidas paga atualmente. Ou seja, a Nike acenou com um contrato de 60 milhões de libras por ano até 2032.

A proposta foi tão vantajosa que o Chelsea não hesitou em aceita-la e pagará os 50 milhões de euros de rescisão a Adidas já que o contrato será encerrado antes do fim.

Desta maneira a empresa alemã que fornece o uniforme dos Blues desde 2006 irá encerrar o seu vínculo com o clube no final desta temporada.

Com o novo contrato, a Nike abocanha o terceiro time que mais vendeu camisas na última temporada, sendo um dos únicos três que romperam a marca de 3 milhões de unidades.

Neste momento, o Manchester United detém o maior contrato de material esportivo. Os Diabos Vermelhos recebem da Adidas 75 milhões de libras por ano. No entanto, perderá o posto para o Barcelona em 2018, quando o clube espanhol passará a embolsar da Nike 100 milhões de libras anuais.

Entre ou criar uma conta

fb iconAcesse com Facebook