Diretoria quer São Paulo mais ofensivo no Brasileirão }

Diretoria quer São Paulo mais ofensivo no Brasileirão

por   em Notícias

Buscando sair da luta contra o rebaixamento, a cúpula tricolor vai sugerir algumas mudanças no time de Ricardo Gomes

Destaque Diretoria quer São Paulo mais ofensivo no Brasileirão Rubens Chiri/São Paulo FC
Gostou: avalie
(0 votos)
Publicidade

Nas contas do São Paulo, o time precisa de 46 pontos para escapar do rebaixamento no Campeonato Brasileiro. Sendo assim, a diretoria do clube pressiona o técnico Ricardo Gomes a adotar um esquema mais ofensivo tanto diante do Santos, quanto no resto das partidas até o final da competição.

Nenhuma imposição será feita pela cúpula tricolor, no entanto, o treinador será aconselhado a mudar a postura do time. As mudanças passam pelo afastamento de Michel Bastos da equipe titular. A partida contra o Sport foi a gota d’água e a expectativa por uma melhora futebolística e psicológica está no fim.

Ao contrário do volante Wesley, que conseguiu assimilar bem a pressão sofrida no episódio no qual torcedores invadiram o CT do clube, Bastos caiu demais de produção e não parece conseguir melhorar sua condição.

Espera-se que o garoto Luis Araújo comece a ser escalado no flanco esquerdo do ataque são-paulino, onde rendia bem nas categorias de base. Além disso, a esperança de boas atuações de Cueva se multiplicou após seu gol de pênalti no empate do Peru com a Argentina. Na terça, ele enfrenta o Chile em Santiago e volta ao Brasil para participar da partida contra o Santos, na quinta.

Com a volta de Cueva, há esperança que Chávez – considerado um jogador de muita participação e pouca técnica – possa ter mais chances de finalização.

Ainda está sendo analisada a promoção de David Neres, das categorias de base. Conselheiros do clube o comparam a Canhoteiro, grande ídolo tricolor dos anos 50.

Alterado: Terça, 11 Outubro 2016 13:34

Entre ou criar uma conta

fb iconAcesse com Facebook