Conmebol amplia Libertadores até novembro e promove mais mudanças }

Conmebol amplia Libertadores até novembro e promove mais mudanças

por   em Notícias

Copa Libertadores terá 42 semanas, aumentará número de participantes e ainda terá sua final realizada em jogo único

Destaque Conmebol amplia Libertadores até novembro e promove mais mudanças Reprodução/Site Conmebol
Gostou: avalie
(0 votos)
Publicidade

A Libertadores terá cara nova já em 2017. A Conmebol anunciou nesta terça-feira algumas mudanças no torneio sul-americano, principal competição do continente. A principal delas é no calendário com a duração sendo estendida ao longo do ano, de fevereiro a novembro.

Segundo um comunicado divulgado pela entidade, a decisão foi tomada para "harmonizar os calendários de competições com os torneios locais de cada país".

"Queremos potencializar a qualidade do futebol sul-americano e impulsionar seu desempenho esportivo, isso por meio de uma estratégia integral que permita gerar e reinvestir mais dinheiro em seu desenvolvimento e promova a sustentabilidade dos clubes e das associações" disse a entidade em outra parte do comunicado.

Desta maneira a Libertadores passará a ser disputada em 42 semanas (15 semanas a mais). Além disso, o número de equipes participantes aumentará de 38 para 42 clubes, mas a nova divisão de quantos times representarão seus países será decidida apenas daqui três semanas em uma reunião do Conselho da Conmebol, ex-comitê executivo.

Outra novidade divulgada pela Conmebol é que os dez clubes que não avançarem para as oitavas de final da Libertadores terão oportunidade de competir a Copa Sul-Americana (tomando como exemplo a Champions League e a Liga Europa). Já os campeões de cada torneio irão avançar automaticamente para a fase de grupos da Libertadores no ano seguinte. Apesar de não ter sido ainda anunciada, existe ainda a expectativa de aumento de premiação aos clubes participantes do torneio.

"Por muito tempo os clubes tiveram que eleger entre o campeonato local e os torneios continentais, e isso afeta a qualidade de ambas as competições. A reforma permitirá melhorar o desempenho esportivo nos torneios nacionais, proteger os jogadores e além disso potencializar a qualidade de jogo nas copas continentais", afirmou o presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez.

"As mudanças dos torneios de clubes da Conmebol surgem de uma análise técnica e rigorosa das necessidades e características da América do Sul", finalizou.

O presidente da Conmebol ainda aproveitou para anunciar, através de sua conta no Twitter, que a final da Libertadores será realizada em jogo único e em campo neutro.

"Analisando as estatísticas das finais da Copa Libertadores, a equipe que jogou em casa o segundo jogo ganhou 7 das 10 finais. A justiça do esporte exige final única em campo neutro", disse.

Alterado: Terça, 27 Setembro 2016 15:20

Entre ou criar uma conta

fb iconAcesse com Facebook