Eurico fala sobre erro intencional de árbitro contra o Vasco }

Eurico fala sobre erro intencional de árbitro contra o Vasco

por   em Notícias

O presidente do Vasco se mostrou indignado com a atuação de Jean Pierre Goncalves Lima no empate diante do Santos, pela Copa do Brasil

Destaque Eurico fala sobre erro intencional de árbitro contra o Vasco Paulo Fernandes/Vasco.com.br
Gostou: avalie
(0 votos)
Publicidade

Irritado com a arbitragem de Jean Pierre Goncalves Lima no empate por 2 a 2 contra o Santos, que decretou a eliminação do Vasco na Copa do Brasil, o presidente do clube da Colina, Eurico Miranda, convocou os jornalistas para fazer um pronunciamento sobre o caso.

Com discurso muito duro, Eurico declarou guerra à CBF e atacou o árbitro Jean Pierre Goncalves Lima, dizendo que os erros cometidos foram intencionais. O mandatário reclamou de uma falta de Lucas Lima em Andrezinho, além de um impedimento de Copete no lance que saiu o segundo gol do Santos.

"Que me venham dizer que são lances interpretativos. Três lances tiveram a mesma interpretação. Com 43 segundos, a bola bateu na mão e ele marcou. Outras duas ele não marcou (reclama de um suposto pênalti). Agora o jogador vivencia tudo isso.... Culminou com o mais flagrante, que não é interpretação. Aí é erro. Da forma que ocorreu, passo a achar que foi erro intencional. Ele [árbitro] está a dois metros, o jogador é empurrado e ele deixa seguir. Não marcou. Não satisfeito, o jogador recebe em impedimento. Aí me parece algo conjunto do quarteto de arbitragem. Não marcaram e teve o gol contra do Rodrigo", disse.

Eurico ainda afirmou que vai travar uma guerra com a CBF para reivindicar uma mudança na arbitragem brasileira. O mandatário se comprometeu a ir pessoalmente ao julgamento e pedir uma punição a Jean Pierre Goncalves Lima.

"Tudo isso provoca reação. Isso é normal. De qualquer ser-humano. O que não pode é quem procede dessa forma passar impune. Prejuízo financeiro e moral. Dois dias depois da apitando outro jogo. Não é passível de julgamento. Nem que seja a última coisa que faça no futebol. Vou brigar muito por isso", explicou o mandatário.

Entre ou criar uma conta

fb iconAcesse com Facebook