Atlético-MG desiste da Dry World e procura novo parceiro }

Atlético-MG desiste da Dry World e procura novo parceiro

por   em Notícias

A empresa está tendo problemas para pôr os salários de Robinho em dia e entregar camisetas que ainda se encontram em falta

Destaque Atlético-MG desiste da Dry World e procura novo parceiro Bruno Cantini/CAM
Gostou: avalie
(0 votos)
Publicidade

O maior contrato da história do Atlético-MG acabou se tornando uma dor de cabeça para o clube. No início do ano, a diretoria do Galo divulgou a notícia de que havia fechado um acordo com a Dry World no valor de R$ 100 milhões por cinco anos. O dinheiro seria entregue através de patrocínio, vendas de uniforme e fornecimento de material para a equipe principal e das categorias de base. No entanto, a boa relação durou apenas um semestre.

Atualmente, a empresa canadense passa por um processo de reestruturação interna e está tendo problemas para pôr os salários de Robinho em dia, entregar camisetas que ainda se encontram em falta e resolver a situação com terceiros. Neste cenário, o Atlético-MG já se colocou no mercado para encontrar outro parceiro, visando a temporada 2017.

O capital social da Dry World é de R$ 1,5 milhão. Ela é representada no Brasil pela Rocamp/Logic, empresa com sede em Capanema (PR), que recentemente teve a sua razão social alterada para Dryworld Industrias Américas LTDA EPP.

Na mesma situação de Fluminense e Goiás, o Atlético-MG está com problemas para receber os materiais esportivos destinados às categorias de base do clube. Por conta disso, até pouco tempo atrás, as equipes de baixo ainda estavam utilizando uniformes da Puma, antiga fornecedora do clube.

Atualmente, a diretoria do Atlético-MG assegura a parceria apenas até o final do ano. O Galo já havia enfrentado falhas na distribuição de materiais com os seus últimos dois parceiros: a Lupo e a Puma.

Alterado: Terça, 13 Setembro 2016 11:26

Entre ou criar uma conta

fb iconAcesse com Facebook