Palmeiras e Flamengo podem ter punição agravada pelo STJD }

Palmeiras e Flamengo podem ter punição agravada pelo STJD

por   em Notícias

Segundo o presidente do Tribunal, os dois clubes poderão jogar com portões fechados, caso se descubra organizadas nas próximas partidas

Destaque Palmeiras e Flamengo podem ter punição agravada pelo STJD Divulgação
Gostou: avalie
(0 votos)
Publicidade

As punições impostas a Palmeiras e Flamengo poderão ser alteradas pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva, caso sejam identificados torcedores organizados na partida entre os dois times, marcada para quarta-feira (14), no Allianz Parque. O mesmo vale para os rubro-negros em seus jogos em casa e como visitantes.

Por conta do episódio da briga no Mané Garrincha, no início de julho, o STJD proibiu a presença das torcidas organizadas e torcida visitante, além do fechamento do setor do Gol Norte do Allianz Parque para o Palmeiras. Para o Flamengo, foi imposta redução de 20% do público e veto da presença de organizadas e visitantes. As punições começam a valer somente a partir desta quarta-feira. No entanto, a Mancha Verde já soltou um comunicado aos seus associados, dizendo para se instalarem no setor do Gol Sul do estádio do Verdão.

“Não pode ir com camisa, com faixas, nem reservar um setor. Se forem só alguns e se misturarem aos outros, não tem como impedir. Vamos analisar depois caso a caso. Esperamos que cumpra a determinação. Se isso acontecer (presença em massa de organizadas), vamos estudar e pode mudar a punição para os clubes. Provavelmente volta aos portões fechados. Aí é saber se as organizadas querem prejudicar o time”, afirmou o presidente do tribunal, Ronaldo Piacente, em entrevista ao blog do jornalista Rodrigo Mattos.

De acordo com Piacente, não será possível impedir que todos os torcedores organizados compareçam, mas os chefes e os envolvidos em constantes brigas são conhecidos nos estádios e podem ser identificados. O magistrado ainda lembrou que o fechamento de apenas um setor foi uma alternativa encontrada para evitar a realização de jogos com os portões fechados.

''É para beneficiar o torcedor do bem, e não o torcedor do mal. Agora temos que ver se é possível. Espero que os clubes tenham bom senso para retirar os torcedores os 30, 40 que sempre brigam. Falei para o presidente do Flamengo, vocês precisam fazer a sua parte'', contou Piacente.

Como a punição é nova, segundo Piacente, ela ainda deverá sofrer alguns ajustes para descobrir se realmente é possível vetar as organizadas. Caso o experimento se mostre ineficiente, a tendência é o retorno dos portões fechados.

Entre ou criar uma conta

fb iconAcesse com Facebook