Meia Alex chora ao se despedir do Internacional - OChute }

Meia Alex chora ao se despedir do Internacional

por   em Notícias

"A saída acaba sendo difícil, mas os ciclos acabam. O problema é o momento", afirmou o ídolo colorado

Destaque Meia Alex chora ao se despedir do Internacional Divulgação/SC Internacional
Gostou: avalie
(0 votos)
Publicidade

Depois de marcar história no Internacional, o meia Alex se despediu do clube e assinou a rescisão de contrato na noite de terça-feira (10), em reunião com o presidente Marcelo Medeiros. Durante entrevista coletiva concedida no final da tarde desta quarta, o jogador se emocionou.

"É difícil a despedida. Isso iria chegar em algum momento, pela aposentadoria, como seria um desejo, mas vivemos num mundo competitivo que precisa de resultado e mudança. O Marcelo foi quem me trouxe do Qatar para cá. E o tempo que convivemos eu agradeço a Deus e é um dos caras que posso colocar a mão no fogo no futebol e na vida. É um dia muito triste", afirmou.

"A saída acaba sendo difícil, mas os ciclos acabam. O problema é o momento. Eu sinto pelo clube, pelo torcedor, não é pela minha carreira. É uma condição dessa em que acabamos não conseguindo deixar melhor. Minha gratidão obviamente, e pode-se achar que a interrupção... mesmo não sendo como eu pensava foi respeitosa, a maneira de procurar e finalizarmos isso. A gratidão obviamente por vocês, temos momentos de acertos e erros, mas sempre mantivemos um contato respeitoso, e agradeço a parceria de alguns que conheço desde a primeira passagem. Desejo um ano de trabalho, que Deus ilumine este vai e vem, e vimos coisas ruins acontecendo há pouco tempo. Uma gratidão a todos os funcionários", completou entre lágrimas.

O tom emocionado do jogador foi seguido pelo presidente. Marcelo Medeiros agradeceu a Alex por tudo que ele fez pelo Inter e pela sua postura.

"Nós colorados só temos uma expressão para este momento: muito obrigado. Um jogador com esta história, com mais de 320 jogos honrando a camisa do Inter, colecionador de taças e títulos, um exemplo, uma referência, merece ser tratado com respeito, retidão... E ontem, essa emoção que é característica dele, em um momento delicado porque a vida segue para ele e o clube, mostrei para ele uma foto que guardo no meu celular, foi a homenagem dos 250 jogos que tive o privilégio de fazer naquele momento", explicou.

"Combinamos de conversar juntos com a imprensa porque quando um jogador atinge a condição de ídolo, tem que ter o reconhecimento, carinho e respeito dos dirigentes, dos torcedores e dos profissionais da imprensa. E este é o momento de nós do Inter queremos dizer mais uma vez, muito obrigado Alex, muito obrigado mesmo", completou.

Em duas passagens pelo Beira-Rio, Alex disputou 323 partidas com a camisa do Inter. Ao todo, foram 12 títulos conquistados, incluindo a Copa Libertadores e o Mundial de 2006. Ao fim da despedida, recebeu das mãos de dois sócios uma camisa comemorativa com a palavra 'obrigado' e o número 323.

Alex, por fim, deixou claro que não vai se aposentar. No entanto, o meia afirmou que ainda não sabe onde vai atuar em 2017. "Por enquanto estou desempregado", finalizou.

Entre ou criar uma conta

fb iconAcesse com Facebook