Comitê Organizador da Copa-2014 segue operando e sem data de dissolução - OChute }

Comitê Organizador da Copa-2014 segue operando e sem data de dissolução

por   em Notícias

Segundo o contrato social da empresa, a dissolução tinha que ter acontecido até 18 meses após o fim da Copa, mas já se passaram 30

Destaque Comitê Organizador da Copa-2014 segue operando e sem data de dissolução Divulgação
Gostou: avalie
(0 votos)
Publicidade

Criado em 2008 para coordenar a realização da Copa das Confederações de 2013 e a Copa do Mundo de 2014, o Comitê Organizador Brasileiro segue ativo dois anos e meio depois do final das competições. E, segundo a CBF, dona de 99% da empresa, ainda não existe um prazo para que ela seja dissolvida.

De acordo com a entidade, o que impede que as suas atividades sejam finalizadas são processos judiciais em andamento. Atualmente, o Comitê Organizador Brasileiro conta com apenas um funcionário, mas mantém cerca de 15 consultores jurídicos.

De acordo com o contrato social da empresa, a dissolução e liquidação tinha que ter acontecido até 18 meses após o fim da Copa, ou seja, em 12 de janeiro de 2016, quase um ano atrás.

Há, no entanto, exceções em caso de pendências, que se traduz para problemas judiciais. Atualmente, existem processos abertos pelo COL e contra o COL abertos por empresas terceirizadas contratadas para prestarem serviços na Copa, além de ações trabalhistas.

Uma situação intrigante e que não foi respondida pela CBF é se Marco Polo Del Nero ainda recebe seu salário referente à posição de presidente do COL. De acordo com o jornalista Juca Kfouri, os vencimentos do cartola chegavam a R$ 110 mil mensais.

Ricardo Teixeira e José Maria Marin, antecessores de Del Nero nas presidências da CBF e do COL acumulavam os salários na confederação e no comitê organizador.

No total, a Fifa gastou US$ 453 milhões (R$ 1,45 bilhão) com o COL, entre contratos com pessoal, segurança, operação de estádios, entre outros. E, segundo o contrato social da empresa, todo o dinheiro que sobrar após a sua dissolução deve ser devolvido à Fifa, sem a divisão de lucro entre os sócios.

Entre ou criar uma conta

fb iconAcesse com Facebook