Depois de dois anos, torcedores ingleses são condenados por racismo na França - OChute }

Depois de dois anos, torcedores ingleses são condenados por racismo na França

por   em Notícias

Ingleses impediram a entrada de um homem no vagão do metrô e foram condenados pela justiça pelo ato racista nesta quarta

Destaque Depois de dois anos, torcedores ingleses são condenados por racismo na França Reprodução
Gostou: avalie
(0 votos)
Publicidade

 Foram quase dois anos. Nesta quarta-feira a justiça francesa condenou os quatro torcedores do Chelsea que impediram a entrada de um homem no metrô de Paris, em fevereiro de 2015.

Os ingleses foram condenados por racismo violento com agravantes e vão precisar pagar 10 mil euros, além de cumprir pena, que varia de seis a 12 meses, em liberdade condicional.

O episódio aconteceu momentos antes da partida entre PSG e Chelsea, válida pelo jogo de ida das oitavas da Champions League, em 17 de fevereiro de 2015. 

Na ocasião, Joshua Parsons, James Fairbairn, Richard Barklie e William Simpson empurraram o francês Souleymane Sylla para fora do vagão do metrô enquanto cantavam "nós somos racistas, nós somos racistas, é assim que nós gostamos".

Segundo informações da “Reuters”, Richard Barklie e William Simpson receberam 12 meses de medida. Josh Parsons recebeu oito meses e James Fairbairn seis. Apenas os dois últimos estavam presencialmente no tribunal. 

Após o julgamento, Souleymanne, vítima do racismo, disse não acreditar nos ingleses que dizem que não foram racistas e comemorou que a justiça foi feita.

“Ele disse que sente muito, mas é assim...É o que ele diz (que não foi racista), mas todo mundo sabe o que aconteceu, não preciso repetir. É um sentimento de justiça que eu vejo e que a justiça foi feita. Eu agradeço ao meu advogado e todas as associações”.

 

 

 Foram quase dois anos. Nesta quarta-feira a justiça francesa condenou os quatro torcedores do Chelsea que impediram a entrada de um homem no metrô de Paris, em fevereiro de 2015.

Os ingleses foram condenados por racismo violento com agravantes e vão precisar pagar 10 mil euros, além de cumprir pena, que varia de seis a 12 meses, em liberdade condicional.

O episódio aconteceu momentos antes da partida entre PSG e Chelsea, válida pelo jogo de ida das oitavas da Champions League, em 17 de fevereiro de 2015. 

Na ocasião, Joshua Parsons, James Fairbairn, Richard Barklie e William Simpson empurraram o francês Souleymane Sylla para fora do vagão do metrô enquanto cantavam "nós somos racistas, nós somos racistas, é assim que nós gostamos".

Segundo informações da “Reuters”, Richard Barklie e William Simpson receberam 12 meses de medida. Josh Parsons recebeu oito meses e James Fairbairn seis. Apenas os dois últimos estavam presencialmente no tribunal. 

Após o julgamento, Souleymanne, vítima do racismo, disse não acreditar nos ingleses que dizem que não foram racistas e comemorou que a justiça foi feita.

“Ele disse que sente muito, mas é assim...É o que ele diz (que não foi racista), mas todo mundo sabe o que aconteceu, não preciso repetir. É um sentimento de justiça que eu vejo e que a justiça foi feita. Eu agradeço ao meu advogado e todas as associações”.


Entre ou criar uma conta

fb iconAcesse com Facebook