Do 6 a 1 ao 0 a 4 }

Do 6 a 1 ao 0 a 4

por   em Editorial

Goleada sofrida contra o rival São Paulo marca ano melancólico para o Corinthians depois do bom desempenho em 2015

Destaque Cueva comemora gol na goleada são-paulina Divulgação / São Paulo Cueva comemora gol na goleada são-paulina
Gostou: avalie
(0 votos)
Publicidade

No último sábado, o Corinthians foi goleado pelo São Paulo por 4 a 0 no Morumbi, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. Na penúltima rodada do nacional passado, 349 dias antes, o Alvinegro aplicava um placar histórico no rival, vencendo por 6 a 1 e selando a conquista do torneio.

Nesse meio tempo, muita coisa mudou na equipe do Parque São Jorge. O conhecido desmanche no elenco levou as maiores estrelas do time, principalmente para o futebol chinês. Enfraquecido, o clube paulista buscou reforços, mas de nível bem abaixo dos que deixaram o time ao final da temporada.

O técnico Tite, que já em 2016 conseguiu fazer alguns bons jogos com o time na Libertadores e no Paulistão, deixou o clube rumo à seleção brasileira. Foi o golpe final nas esperanças de um ano vencedor no Alvinegro.

Apesar de um bom começo, o time se manteve longe do topo na maior parte do Brasileirão. Com campanha irregular, o clube pode nem se classsificar entre os seis primeiros da competição.

No mata-mata, o desempenho do clube paulista foi pífio. O Timão foi eliminado do Campeonato Paulista pelo Audax e da Copa Libertadores para o Nacional, do Uruguai. Já no segundo semestre, ficou fora da Copa do Brasil ao ser derrotado pelo Cruzeiro nas quartas de final.

No sábado, o que se viu foi um time apático, que apenas assistiu ao adversário. Reflexo de um ano melancólico para o Corinthians.

O time paulista ainda tem chances de salvar o ano com a ainda possível classificação para a Libertadores da América. Resta saber se o Timão terá alguma ambição real no torneio continental, uma vez que as perspectivas para a próxima temporada também não são animadoras para a torcida corintiana.

Entre ou criar uma conta

fb iconAcesse com Facebook