O polêmico e inquestionável Pep Guardiola }

O polêmico e inquestionável Pep Guardiola

por   em Editorial

Técnico espanhol coleciona alguns inimigos na sua curta carreira, mas continua mostrando que sua qualidade como comandante é indiscutivel

Destaque O polêmico e inquestionável Pep Guardiola Reprodução/ Site Manchester City
Gostou: avalie
(0 votos)
Publicidade

Respeitado por muitos e odiado alguns desafetos. Pep Guardiola é um dos maiores treinadores da atualidade por tudo o que vem fazendo nos últimos anos. No entanto, o espanhol também coleciona vários desafetos e pessoas que não gostam da forma com que ele conduz o seu trabalho.

Os números de Guardiola como treinador são impressionantes: tricampeão espanhol, tricampeão da Supercopa da Espanha, bicampeão da Copa do Rei; tricampeão alemão, bicampeão da Copa da Alemanha, bicampeão da UEFA Champions League, tricampeão da Supercopa da Europa e Tricampeão Mundial Interclubes. E tudo isso em apenas nove temporadas trabalhando como treinador.

Mas o técnico é também dono de algumas polêmicas com alguns jogadores que teve a oportunidade de treinar. Zlatan Ibrahimovic, por exemplo, não tem boas recordações do espanhol e já chamou o comandante de covarde, apesar de concordar que Pep é um grande treinador.

Além do Sueco, Ribery, Dante e Shaqiri, que foram comandados por Guardiola no Bayern de Munique, também reclamaram recentemente da forma como ele dirige a equipe e principalmente pela falta de dialogo com os jogadores.

Já o ex-goleiro Peter Schmeichel, ídolo do Manchester United, fez duras críticas sobre a forma como as equipes do espanhol atuam:

“No comando do Bayern, se saiu bem. No entanto, para mim, transformou um time que era realmente bom e que entretinha por um conjunto chato. Criou um jogo mais quadrado, mudou o estilo de jogo e alguns jogadores, mas não se podem discutir os resultados".

Mas declarações como essa são consideradas exceções. Os números de Guardiola falam por si só e são impressionantes e inquestionáveis. Apaixonado pelo esporte, Gaurdiola respira futebol e somente a sua presença no banco de reservas já mexe com os jogadores.

Recentemente contratado pelo Manchester City, Pep começou no clube da melhor maneira possível. Os citizens são líderes isolados da Premier League e se classificaram com facilidade para a fase de grupos da Champions, goleando o Borussia Monchengladbach já na primeira partida da nova fase que começou nesta semana.

Em entrevista coletiva após a vitória no clássico, o treinador afirmou que o seu time precisa evoluir muito para brigar pelos títulos que disputa nesta temporada. Enquanto Guardiola tenta manter os pés no chão, a imprensa inglesa se derrete com o treinador.

Se Pep tivesse um lema ele poderia ser tranquilamente “Trabalho”. O treinador espanhol não descansa sequer um minuto. Ele está sempre procurando uma forma para solucionar os problemas do time e ajudar seus jogadores a conseguirem um melhor desempenho em campo. Muitos dos seus ex-jogadores já confirmaram terem recebido ligações do treinador em horários inusitados, justamente para conversar sobre o time e ajustar alguns detalhes para os jogos.

Com muito trabalho e credibilidade com os jogadores que confiam de olhos fechados no seu treinador, os resultados não demoram a surgir. Outra grande qualidade de Guardiola é conseguir extrair o máximo de seus jogadores. E não precisamos ir longe para provar isso. Contratado a preço de ouro junto ao Liverpool há duas temporadas, Sterling nunca conseguiu render nos citizens. Manuel Pellegrini até tentou, mas o jovem jogador acabou parando no banco de reservas após atuações apagadas.

Há dois meses no clube, Guardiola vem fazendo um trabalho incrível com o atacante que não apenas voltou a jogar bem, como vem sendo um dos jogadores mais importantes e consistentes da equipe. Sterling já marcou cinco gols na temporada e deu nada menos que oito assistências. Situação muito parecida com a de Douglas Costa na última temporada, contratado pelo treinador no Bayern de Munique e que foi um dos principais destaques da equipe bávara na temporada. Isso sem falar do atacante e artilheiro Sergio Aguero que faz um começo de temporada brilhante.

Guardiola está se acostumando a fazer história por onde passa. As transformações feitas pelo treinador nos clubes que dirige são tão significativas que a imprensa europeia se acostumou a chamar a passagem do técnico pelos clubes de “Era Guardiola”.

Pep pode não ser uma unanimidade na área de “recursos humanos”, mas não existem dúvidas de que ele é o melhor técnico da atualidade. Agora no City, ele nos deixa aguardando ansiosos para descobrir até onde vai esse nova “Era Guardiola”.

Entre ou criar uma conta

fb iconAcesse com Facebook