O que esperar da temporada 2016-17 na Europa? }

O que esperar da temporada 2016-17 na Europa?

por   em Editorial

Com excessão da Premier League, todos os demais campeonatos nacionais europeus começam com os campeões da última temporada como favoritos

Destaque O que esperar da temporada 2016-17 na Europa? Reprodução/Twitter Premier League
Gostou: avalie
(0 votos)
Publicidade

O futebol europeu está de volta! Após uma longa pré-temporada com os grandes clubes disputando torneios nos EUA e na Ásia, as equipes já começaram a se aquecer para mais uma temporada. Nesta sexta-feira, o Bayern de Munique deu o pontapé inicial do Campeonato Alemão, último grande torneio a começar no continente, com uma goleada arrasadora sobre o Werder Bremem.

Atual tetracampeão, o time de Carlo Ancelotti é o time a ser batido na Bundesliga já que manteve a sua base e fez contratações pontuais para dar mais qualidade ao time. Conhecido pela força da sua torcida, o Borussia Dortmund contratou vários jogadores de qualidade (Gotze, Schurrle, Dembéle, etc) e chega para a temporada para fazer frente ao Bayern e tentar acabar com a hegemonia do clube bávaro.

Enquanto o futebol alemão ainda dá os seus primeiros passos na temporada, os demais campeonatos nacionais europeus já foram iniciados nas primeiras semanas de agosto e estão a todo vapor. No entanto, assim como na Alemanha, poucas coisas deverão mudar em relação aos favoritos das últimas temporadas.

Na Espanha, o Real Madrid e o Barcelona seguem como os grandes favoritos, mesmo sem terem feito grandes contratações. No entanto, Diego Simeone já provou nas últimas temporadas que o Atlético de Madrid é osso duro e continuará brigando tanto pelo título espanhol quanto pela Champions League. Correndo por fora desta disputa, o atual tricampeão da Liga Europa, Sevilla, tenta usar a mesma estratégia do time colchonero. Com boas contratações, o time Andaluz pode ser a quarta força na liga espanhola desta temporada.

Na Itália, a Juventus tenta não tomar o mesmo susto do início da última temporada, quando tropeçou nos jogos das primeiras rodadas e precisou de uma boa sequência de vitórias para recuperar a confiança e subir na tabela. Independente disso, a Velha Senhora é a única grande candidata ao título nacional, enquanto Milan e Inter de Milão seguem colhendo frutos dos péssimos resultados das últimas temporadas. Lazio, Napoli e Roma perderam alguns de seus melhores jogadores (alguns deles para a própria Juventus) e terão que trabalhar muito se quiserem fazer frente aos atuais pentacampeões do campeonato italiano.

Na França, a desconfiança após a saída de Zlatan Ibrahimovic, líder e referência do time, parece ter sido superada rapidamente. Com duas boas vitórias nos primeiros jogos do torneio, o time comandado agora por Unai Emery segue como equipe a ser batida. O clube é o atual tetracampeão e mesmo sem ter contratado grandes estrelas fez contratações pontuais em praticamente todos os setores da equipe. Para este ano, além do quinto título consecutivo nacional, o PSG busca o tão sonhado troféu da Champions League.

Como podemos notar todos estes grandes campeonatos seguem sem muitas perspectivas de mudanças e grandes emoções em relação aos favoritos ao título. No entanto, é o Campeonato Inglês que irá chamar mais a atenção mais uma vez pelo equilíbrio e alternância de briga pelo título.

Se na última temporada o Leicester foi o campeão improvável, esta temporada dificilmente a equipe de Claudio Ranieri conseguirá repetir o mesmo feito. No entanto, os foxes terão um trabalho ainda mais complicado neste ano: se manter entre os melhores da Premier League.

E uma das explicações é justamente a alternância dos campeões do Campeonato Inglês nos últimos anos. Ao contrário dos demais campeonatos nacionais da Europa a Premier League foi a única que nos últimos cinco anos que teve quatro campeões diferentes (Manchester City, Manchester United, Chelsea e Leicester). O equilíbrio é grande e a expectativa é que continue igual em 2016-17.

Com a nova divisão das cotas de televisão, o Campeonato Inglês ficou ainda mais acirrado, com os pequenos e médios clubes crescendo e dando trabalho aos clubes grandes tradicionais. E a temporada 2016-17 promete. Com técnicos novos, Chelsea, Manchester City e Manchester United abriram seus cofres para reformular o elenco. Destaque para a chegada de Guardiola nos Citizens e Ibrahimovic e Pogba no rival United.

Já o Liverpool, mesmo mantendo o alemão Jurgen Kloop, também resolveu abrir os cofres e reformular o elenco para buscar o título nacional que não vem desde a temporada 1989-90. Enquanto isso, o Arsenal pouco se mexeu no mercado de transferências e já começa a sofrer com as lesões dos seus zagueiros. Com Wenger sendo questionado, o Gunners que foram vice-campeões na última temporada vão ficando para trás dos demais clubes que brigam pelo caneco.

A temporada europeia está apenas começando. No entanto, as posturas dos times nas primeiras rodadas dos campeonatos nacionais poderão nos mostrar quem serão os times favoritos a levantar o caneco em maio de 2017.

Entre ou criar uma conta

fb iconAcesse com Facebook