Futebol brasileiro em marcha lenta }

Futebol brasileiro em marcha lenta

por   em Editorial

Com os principais campeonatos estaduais ainda no inicio (a maior parte ainda está na quarta ou quinta rodada), fica difícil fazer uma análise aprofundada sobre o ano futebolístico no Brasil.

Muitas equipes perderam jogadores importantes, outras trouxeram muitos reforços, alguns clubes fizeram uma mudança no seu comando técnico, ídolos se aposentaram. Enfim, esses são alguns dos fatores que fizeram com que os principais times do país iniciem seus campeonatos sem uma base montada e, de certa maneira, em marcha lenta.

Temporada 2016 do futebol brasileiro ainda está devegar.... | Lucas Uebel/ Grêmio FBPA Temporada 2016 do futebol brasileiro ainda está devegar.... |
Gostou: avalie
(0 votos)
Publicidade

 

Este final de semana, em especial, foi complicado para os ditos “grandes” do futebol brasileiro. Com exceção de Coritiba, Atlético-MG e Internacional, os outros tropeçaram ou ganharam suas partidas com dificuldade, refletida nos magros placares.

E o quadro piora quando percebemos que as principais equipes do país, que disputam a Primeira Divisão, estão sofrendo para empatar ou ganhar de equipes que não tem calendário, ou seja, montam times apenas para a disputa dos estaduais e, após o término dos mesmos, dispensam jogadores e ficam apenas com suas categorias de base. Isso quando tem categorias de base.

Gramados ruins, ondas de calor e falta de ritmo podem até ser algumas das desculpas para este mau início. Mas a culpa maior ainda é da falta de planejamento. Todo ano os estaduais começam na mesma época e, quase sempre, com as mesmas equipes e estádios. Essa desorganização faz com que a procura por reforços só aconteça na entressafra e que os jogadores cheguem já com os campeonatos rolando, o que prejudica a preparação e faz com que entrem em campo sem realizarem uma pré-temporada de maneira adequada.

Algumas equipes são líderes de seus respectivos estaduais, mas a qualidade do futebol demonstrado ainda não deixa os seus torcedores respirarem aliviados. E esse futebol sofrível também pode ser observado nos jogos das equipes brasileiras na Libertadores.

Tudo bem que na competição continental a pressão dos adversários e a qualidade das equipes é maior, mas ainda não se justifica os resultados. Mesmo os brasileiros que venceram suas partidas, Corinthians e Galo, ainda precisam demonstrar mais.

 

Alterado: Terça, 23 Fevereiro 2016 12:07

Entre ou criar uma conta

fb iconAcesse com Facebook