Futebol brasileiro usa "polêmicas" para mascarar incompetência }

Futebol brasileiro usa "polêmicas" para mascarar incompetência

por   em Editorial

Reclamar da arbitragem tem sido mais fácil do que admitir problemas de corrupção, falta de tática e más administrações

Destaque Erros de arbitragem não explicam os resultados ruins dos brasileiros Reprodução / Wikipédia Erros de arbitragem não explicam os resultados ruins dos brasileiros
Gostou: avalie
(0 votos)
Publicidade

O futebol brasileiro anda mal das pernas e isso já não é novidade alguma. Tanto em nível de clubes como de seleções, o desempenho já não nos destaca tanto dos rivais, nem mesmo dos sulamericanos. O que parece, no entanto, é que os clubes - e a seleção brasileira - não conseguem admitir que há algo mais profundo a ser corrigido no nosso futebol.

Assim definiu, de forma certeira, o jornalista inglês radicado no Brasil Tim Vickery: "Tenho a impressão de que o futebol brasileiro ainda está fugindo da realidade, escondendo-se atrás dos chamados 'momentos polêmicos'".

A fala de Dunga, ex-treinador da seleção, após a eliminação na Copa América Centenário deixa isso claro. "Todo um trabalho pode ser colocado fora por uma situação imponderável. Os jogadores e eu não podemos modificar o que todo mundo viu", afirmou o então treinador canarinho, antes de insinuar uma perseguição ao Brasil.

"Depois passou no telão, foi mão clara, não tem como lutar contra isso. Eles estavam falando com quem? Não precisavam da comunicação por rádio, estavam os quatro juntos. Quem estava sendo consultado? De que forma? Isso é bastante estranho."

Dunga pareceu ignorar os escândalos de corrupção dentro da própria CBF, que fizeram com que ele, que não tem qualificação alguma como treinador, fosse colocado no posto de comandante da seleção, apenas pela "imagem campeã" dos tempos de jogador. E o pior, em duas oportunidades diferentes.

Da mesma maneira, na semana passada, jogadores, dirigentes e torcida do São Paulo esbravejaram a eliminação da equipe na Libertadores apontando para eventuais erros de arbitragem. Até mesmo a imprensa entrou na onda para justificar a queda na competição sulamericana.

Todos os lances foram bastante questionáveis, não sendo possível chegar a nenhum consenso. Pior do que isso, acabam por mascarar o fato de que todas as equipes brasileiras foram eliminadas por rivais que jogaram melhor. Os brasileiros ficaram de fora da final da Copa Libertadores pelo terceiro ano consecutivo, mesmo com orçamentos muito maiores. A seleção do Brasil enfileira uma sequência de vexames que nunca havia visto em sua história.

É inegável que a arbitragem da Conmebol não demonstra muita "simpatia" com os times brasileiros nos torneios intenacionais. Na maioria das situações, porém, apenas o fator arbitragem não explica o baixo desempenho dos clubes e mesmo da seleção. E quanto mais demorarmos para enxergar e admitir os nossos próprios erros na forma de jogar, treinar e conduzir o futebol; mais ficaremos para trás.

Alterado: Segunda, 18 Julho 2016 14:46

Entre ou criar uma conta

fb iconAcesse com Facebook