A pressa de Gabigol pode atrapalhar seu futuro - OChute }

A pressa de Gabigol pode atrapalhar seu futuro

por   em Editorial

Iimpaciência do atacante brasileiro que está há seis meses na Itália e não vem recebendo oportunidades pode afetar a sua carreira

Destaque A pressa de Gabigol pode atrapalhar seu futuro Reprodução/Twitter
Gostou: avalie
(1 Voto)
A pressa de Gabigol pode atrapalhar seu futuro - 5.0 out of 5 based on 1 vote
Publicidade

Nesta semana o nome do atacante Gabriel Barbosa, o Gabigol, foi constantemente abordado pela imprensa brasileira e italiana pela falta de oportunidade na Inter de Milão que mesmo em má fase não tem utilizado o jogador.

Contratado a peso de ouro pela Inter de Milão em agosto, GAbigol chegou ao clube acreditando estar com moral após a conquista do ouro olímpico no Rio de Janeiro. No entanto, desde a sua chegada à Itália entrou em campo por apenas 16 minutos e não vem recebendo muitas chances, mesmo após a saída de Frank de Boer e a chegada de Stefano Pioli em outubro.

Questionado sobre a falta de oportunidades dadas a Gabigol, o atual treinador da Inter elogiou o atacante brasileiro e disse que ele terá oportunidades no futuro, deixando claro que o brasileiro ainda precisa se adaptar ao futebol europeu e principalmente ao estilo de jogo da equipe.

E não foi só o treinador que pensa que o jovem brasileiro precisa de uma melhor adaptação antes de começar a entrar em campo pela equipe italiana. Companheiros de equipe como o brasileiro Éder que se naturalizou italiano e joga pelas cores da Azzurra, além de Mazinho, outro brasileiro muito reconhecido no país, também já falaram que Gabigol precisará de tempo para se adaptar, além de ter paciência já que a cultura do futebol europeu é bem diferente da brasileira.

"Não é fácil, porque o futebol brasileiro é muito diferente do futebol europeu. Eu cheguei aqui na Itália ainda mais novo que o Gabriel e passei pelas mesmas dificuldades. Eu sei que o Gabriel é muito mais conhecido do que eu era no Brasil, ele saiu do Santos, foi muito bem no Brasileirão, mas aqui o futebol é realmente muito diferente" disse Éder após um amistoso entre a Itália e a Espanha.

Apesar do brasileiro não se pronunciar oficialmente, o seu empresário Wagner Ribeiro expressou todo o descontentamento do atleta afirmando que Gabriel está sendo humilhado e não descartou a possibilidade de o jogador retornar ao Brasil caso não receba chances na equipe.

A fala do agente do atacante apenas confirma a fala de Pioli de que Gabriel ainda não está preparado para ser titular da equipe. Apesar de ter uma qualidade técnica inquestionável, Gabigol é apenas mais um jogador brasileiro da geração mimada que não aceita nada que não seja à sua maneira. A geração “Play Station” não tem paciência para aguardar a sua oportunidade.

A mudança de país, com língua, cultura e estilo de jogo diferente requer cuidado e tempo para adaptação. Gabriel está na Itália a menos de 6 meses e apesar de ser um bom jogador não tem a mesma qualidade que Neymar, Messi ou Cristiano Ronaldo para reclamar. A primeira atitude do brasileiro deveria ser trabalhar a sua adaptação, aprender o idioma e trabalhar para conquistar uma oportunidade.

Por isso, a fala do empresário de Gabriel apenas atrapalha a relação do clube e comissão técnica com o jogador ao invés de ajudar, já que os clubes europeus dificilmente sucumbem a pressão de empresários.

Gabriel terá a sua chance na equipe da Inter e possivelmente ganhará a titularidade ao longo dos próximos meses. No entanto, caso não tenha paciência e cometa o erro de retornar ao Brasil, perderá não só espaço no clube italiano como terá ainda mais dificuldades em um possível retorno ao futebol europeu no futuro.

Alterado: Sábado, 17 Dezembro 2016 03:01

Entre ou criar uma conta

fb iconAcesse com Facebook