Sonho adiado }

Sonho adiado

por   em Editorial

Pep Guardiola viu o Bayern ser, mais uma vez, eliminado nas semifinais da Liga dos Campeões. Técnico espanhol perdeu a chance de conquistar a Europa com o clube alemão.

Destaque Sonho adiado Divulgação/Bayern
Gostou: avalie
(1 Voto)
Sonho adiado - 5.0 out of 5 based on 1 vote
Publicidade

Que o espanhol Pep Guardiola é um dos maiores técnicos do mundo ninguém discute. Também não se discute o fato de que o treinador revolucionou o futebol ao pregar um sistema de jogo baseado na manutenção da posse de bola, com passes curtos, rápidos e objetivos. Mas ele não conseguiu marcar sua passagem pelo futebol alemão com a mesma maestria que o levou ao estrelato com o Barcelona.

Campeão de tudo com o clube catalão (de Copa do Rei até Liga dos Campeões), Guardiola não conseguiu levar o Bayern até a principal conquista europeia. Nos três anos em que dirigiu a equipe alemã, o técnico foi barrado nas semifinais da Liga e, coincidentemente, sempre por equipes espanholas.

Com a queda no torneio continental, o Bayern terá que se contentar, mais uma vez, com as conquistas caseiras, visto que o título do Campeonato Alemão está bem próximo. A desclassificação também pode representar um fracasso de Guardiola, visto que os dirigentes da equipe, quando contrataram o técnico, sonhavam com um domínio continental, coisa que não ocorreu.

Quando foi contratado para comandar o Bayern, em 2013, Guardiola pegou uma equipe que havia conquistados todos os títulos da temporada. Sob o comando de Jupp Heynckes, o Bayern havia conquistado a Copa da Alemanha, o Campeonato Alemão e a Liga dos Campeões. Guardiola teria que manter o time no caminho do sucesso.

Ele conseguiu manter as conquistas e melhorou o padrão de jogo, sem sombra de dúvidas. Quem vê o Bayern de hoje jogar, reconhece, de cara, o estilo de Guardiola. Seja na troca de passes, atacando, ou até mesmo quando defende, sem a bola, percebe-se o trabalho do treinador espanhol. Até no posicionamento dos atletas é nítida a melhora da equipe.

Então, se for analisado pelo padrão de jogo, o Bayern conseguiu, com Guardiola, chegar aonde queria. Mas na questão do domínio não.

Não é de hoje que o Bayern é a maior força do futebol alemão. Raras são as vezes que a equipe é incomodada por alguma outra equipe. Recentemente, quem tem sido uma pedra no sapato da equipe bávara é o Borussia Dortmund, mas, mesmo assim, não foi o suficiente para tirar o Bayern do topo.

A verdade é que o Bayern não tem rivais dentro da Alemanha. Por isso muitos dizem que Guardiola falhou.

O espanhol agora terá que provar que pode dominar a Europa com outras cores, pois já é sabido que, na próxima temporada, ele será técnico do Manchester City.

E esse sim deve ser o maior teste de Guardiola, pois chega para treinar em um país onde o clube que o contratou não é unanimidade, como foi na Alemanha. Também terá mais adversários qualificados, diferente da Espanha, quando o único clube que ameaçava o reinado do Barcelona era o Real Madrid e, raramente, o Atlético de Madrid.

Pela primeira vez na carreira, Guardiola enfrentará adversários poderosos dentro da própria cidade. No país todo serão, no mínimo, mais quatro ou cinco equipes para brigar pelos títulos.

Mas, que ninguém duvide da capacidade do espanhol. Eu acredito em Pep Guardiola.

Alterado: Quarta, 04 Maio 2016 17:31

Entre ou criar uma conta

fb iconAcesse com Facebook